Porto Velho (RO) terça-feira, 16 de julho de 2019
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Califórnia combate maior incêndio florestal de sua história


Califórnia combate maior incêndio florestal de sua história  - Gente de Opinião

LOS ANGELES (Reuters) - O maior incêndio florestal da história da Califórnia continuava se alastrando nesta terça-feira, e o calor e o vento dificultavam o trabalho dos milhares de bombeiros que enfrentam oito grandes focos fora de controle em todo o Estado norte-americano.

O chamado incêndio de Mendocino chegou a 114.526 hectares na segunda-feira, quando dois incêndios florestais se fundiram no extremo sul da Floresta Nacional de Mendocino, disse o Departamento de Florestas e Proteção contra Incêndios da Califórnia (Cal Fire).

Trata-se do maior de oito grandes focos fora de controle na Califórnia, o que levou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a declarar um "grande desastre" no Estado.

O tamanho do atual incêndio superou o do incêndio Thomas do ano passado, que devastou 114 mil hectares nos condados de Santa Barbara e Ventura e destruiu mais de 1 mil estruturas.

O incêndio Mendocino incendiou 75 casas e obrigou milhares de pessoas a fugirem até o momento.

As temperaturas podem chegar a 43 graus Celsius no norte da Califórnia nos próximos dias, já que rajadas de vento atiçarão as chamas, disse um meteorologista do Serviço Nacional do Clima.

Na segunda-feira, os 3.900 bombeiros que combatem as chamas estavam empenhados em impedir que as chamas rompessem as barreiras antifogo no cume de colinas que abrigam as comunidades de Nice, Lucerne, Glen Haven e Clearlake Oaks, disse Tricia Austin, porta-voz do Cal Fire.

Em outras partes da Califórnia foram emitidas ordens de retirada de cabanas em cânions da Floresta Nacional de Cleveland, no condado de Orange, na tarde de segunda-feira, porque um incêndio irrompeu e se espalhou rapidamente, chegando a 283 hectares.

O incêndio Carr —que já consumiu 66.535 hectares na região de Shasta-Trinity, situada ao norte de Sacramento, desde que surgiu no dia 23 de julho— está 47 por cento contido.

Várias mortes foram atribuídas ao Carr, inclusive a de Jay Ayeta, guarda-fios de 21 anos da Pacific Gas and Electric Company que, segundo a empresa informou no domingo, morreu em uma colisão de veículos quando trabalhava com colegas em um terreno perigoso.

"Os incêndios florestais da Califórnia estão se ampliando e se agravando por causa das leis ambientais ruins que não estão permitindo que uma quantidade imensa de água prontamente disponível seja devidamente utilizada", escreveu Trump no Twitter.

Reportagem adicional de Brendan O'Brien, em Milwaukee

Mais Sobre Amazônias

Amazônia: Armadilhas fotográficas são usadas para monitorar predadores e comportamento de jacarés

Amazônia: Armadilhas fotográficas são usadas para monitorar predadores e comportamento de jacarés

houve registro inédito do gavião-preto como predador de ovos do jacaré-açu

Turismo pode ajudar a resgatar cultura kambeba na Amazônia

Turismo pode ajudar a resgatar cultura kambeba na Amazônia

Entre os kambeba da terra indígena do Jaquiri, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, no Amazonas, 47 das 49 pessoas que residem na peque

Websérie conta histórias de cientistas de todo o Brasil e de ribeirinhos que se uniram para conservar a Amazônia

Websérie conta histórias de cientistas de todo o Brasil e de ribeirinhos que se uniram para conservar a Amazônia

Há mais de 20 anos, cientistas começaram a desembarcar na cidade de Tefé, no estado do Amazonas, e se unir a ribeirinhos na região do Médio Solimões,

Desmatamento: Espécie de macaco da Amazônia pode perder até 59% de habitat nos próximos 40 anos, aponta estudo

Desmatamento: Espécie de macaco da Amazônia pode perder até 59% de habitat nos próximos 40 anos, aponta estudo

De cabeça arredondada e pelagem escura, o macaco-barrigudo (Lagothrix cana), um dos maiores primatas da Amazônia, corre o risco de perder cerca de 59%