Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

As mais belas da National Geographic


As mais belas da National Geographic - Gente de Opinião

MONTEZUMA CRUZ

São 13 fotos espetaculares, imperdíveis. Enchem os olhos, emocionam. A revista National Geographic promove o grande prêmio do Travel Photographer of the Year 2018.
A vencedora foi a japonesa Reiko Takahashi, que fotografou a cauda de um filhote de baleia.

A NG informa: “Nossos jurados revisaram milhares de fotos e selecionaram os principais vencedores do Fotógrafo do Ano da National Geographic Travel”.

A revista sugere o download [baixar] as fotos para papéis de parede em diferentes dispositivos e compartilhamento das fotos favoritas com seus amigos.

Veja neste link do portal El País [em português] todas as imagens vencedoras do concurso da NG, com explicações e respectivos créditos.

Conheça também o site de Viagem e Aventura da NG. Aqui

As mais belas da National Geographic - Gente de Opinião
As mais belas da National Geographic - Gente de Opinião

Mais Sobre Amazônias

Como fica a Amazônia, Sr. Presidente?

Como fica a Amazônia, Sr. Presidente?

Onde e como a Amazônia entra nessa história escrita por linhas tortas?

Pesquisadores iniciam campanha de captura científica de onças-pintadas em reserva na Amazônia

Pesquisadores iniciam campanha de captura científica de onças-pintadas em reserva na Amazônia

Capturas científicas acontecem periodicamente há mais de dez anos na Reserva Mamirauá. Objetivo dos cientistas é monitorar o movimento e área de vida

Instituto Mamirauá oferece curso de manejo de pirarucu na Amazônia

Instituto Mamirauá oferece curso de manejo de pirarucu na Amazônia

Curso está na nona edição e capacita profissionais para a implementação de sistemas de manejo de pirarucu. Interessados podem se inscrever até 15 de m

Instituto Mamirauá está à procura de bolsistas para o estudo de práticas agrícolas na Amazônia

Instituto Mamirauá está à procura de bolsistas para o estudo de práticas agrícolas na Amazônia

As bolsas têm duração de até cinco anos e são indicadas à pesquisadores com disponibilidade de trabalhar na Amazônia Central, nas reservas onde o inst