Porto Velho (RO) quarta-feira, 26 de junho de 2019
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Agricultores se organizam para implementação do programa de regularização ambiental em Rondônia


Agricultores se organizam para implementação do programa de regularização ambiental em Rondônia - Gente de Opinião

As capacitações são realizadas em municípios de Rondônia para a organização social e desenvolvimento de políticas públicas nacionais

Quando os agricultores familiares participam de forma direta da construção das políticas públicas possuem maiores chances de verem suas necessidades contempladas nas ações, programas e atividades desenvolvidas em seus municípios. Assim, para ampliar a participação social na implementação do Programa de Regularização Ambiental - PRA, previsto no Código Florestal, foram pensadas uma série de ações de envolvimento do público da agricultura familiar a partir de núcleos associativos criados nos municípios atendidos pelo Projeto Plantar.

Nos encontros são explicados sobre a estrutura de funcionamento e governança dos núcleos, ressaltada a importância da agricultura familiar no Brasil e em Rondônia com os números da geração de empregos, da participação no PIB, bem como prestadas informações sobre o Programa de Regularização Ambiental – PRA e seus reflexos sociais, econômicos e ambientais. Esses temas são apresentados através de rodas de diálogos onde cada participante é estimulado a contribuir com informações e participar dos debates.

Nesta semana quatro novos núcleos serão formados em Cujubim e Rio Crespo (16/10), Ariquemes (17/10) e Machadinho do Oeste (18/10). Ao todo, serão doze núcleos municipais, que já contam com quase cem organizações. Itapuã do Oeste, Ouro Preto, Ji-Paraná, Jaru, Rolim de Moura, Castanheiras, Novo Horizonte e Presidente Médici já criaram os seus.

Após a criação dos núcleos estão previstas reuniões periódicas, cursos voltados à organização social e gestão produtiva, seminários, dias de campo, discussões sobre a política do PRA e formas de avaliar sua implementação, tudo especialmente pensando para o fortalecimento da política e das associações, cooperativas e sindicatos de trabalhadores rurais envolvidos.

O Projeto Plantar tem como objetivo auxiliar os pequenos produtores na regularização ambiental de suas propriedades. É realizado pelo Centro de Estudos da Cultura e do Meio Ambiente da Amazônia (CES) Rioterra, em cooperação com a Ação Ecológica Guaporé – Ecoporé e Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia – FETAGRO, com a parceria da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – SEDAM e apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES através do Fundo Amazônia.

Mais Sobre Amazônias

Projeto de manejo de pirarucu na Amazônia ganha Prêmio Rolex de Empreendedorismo

Projeto de manejo de pirarucu na Amazônia ganha Prêmio Rolex de Empreendedorismo

A implementação do manejo de pirarucu (Arapaima gigas) na Amazônia resultou em projeto premiado pelo Prêmio Rolex de Empreendedorismo de 2019, nos E

Projeto de Indicação Geográfica do Pirarucu de Manejo de Mamirauá avança com criação de organização gestora

Projeto de Indicação Geográfica do Pirarucu de Manejo de Mamirauá avança com criação de organização gestora

Lançado em 2018, o projeto “Indicação Geográfica (IG) Pirarucu de Manejo da Região de Mamirauá” avançou para a última etapa com a criação da Federaç

A embalagem que vem, mas não volta: problemas ambientais em comunidades da Amazônia são debatidos em encontro

A embalagem que vem, mas não volta: problemas ambientais em comunidades da Amazônia são debatidos em encontro

A mais de 300 quilômetros de Manaus e dentro da Reserva Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, está localizada a comunidade Punã, no estado do Amazonas

Como fica a Amazônia, Sr. Presidente?

Como fica a Amazônia, Sr. Presidente?

Onde e como a Amazônia entra nessa história escrita por linhas tortas?