Porto Velho (RO) quinta-feira, 13 de dezembro de 2018
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Agricultores se organizam para implementação do programa de regularização ambiental em Rondônia


Agricultores se organizam para implementação do programa de regularização ambiental em Rondônia - Gente de Opinião

As capacitações são realizadas em municípios de Rondônia para a organização social e desenvolvimento de políticas públicas nacionais

Quando os agricultores familiares participam de forma direta da construção das políticas públicas possuem maiores chances de verem suas necessidades contempladas nas ações, programas e atividades desenvolvidas em seus municípios. Assim, para ampliar a participação social na implementação do Programa de Regularização Ambiental - PRA, previsto no Código Florestal, foram pensadas uma série de ações de envolvimento do público da agricultura familiar a partir de núcleos associativos criados nos municípios atendidos pelo Projeto Plantar.

Nos encontros são explicados sobre a estrutura de funcionamento e governança dos núcleos, ressaltada a importância da agricultura familiar no Brasil e em Rondônia com os números da geração de empregos, da participação no PIB, bem como prestadas informações sobre o Programa de Regularização Ambiental – PRA e seus reflexos sociais, econômicos e ambientais. Esses temas são apresentados através de rodas de diálogos onde cada participante é estimulado a contribuir com informações e participar dos debates.

Nesta semana quatro novos núcleos serão formados em Cujubim e Rio Crespo (16/10), Ariquemes (17/10) e Machadinho do Oeste (18/10). Ao todo, serão doze núcleos municipais, que já contam com quase cem organizações. Itapuã do Oeste, Ouro Preto, Ji-Paraná, Jaru, Rolim de Moura, Castanheiras, Novo Horizonte e Presidente Médici já criaram os seus.

Após a criação dos núcleos estão previstas reuniões periódicas, cursos voltados à organização social e gestão produtiva, seminários, dias de campo, discussões sobre a política do PRA e formas de avaliar sua implementação, tudo especialmente pensando para o fortalecimento da política e das associações, cooperativas e sindicatos de trabalhadores rurais envolvidos.

O Projeto Plantar tem como objetivo auxiliar os pequenos produtores na regularização ambiental de suas propriedades. É realizado pelo Centro de Estudos da Cultura e do Meio Ambiente da Amazônia (CES) Rioterra, em cooperação com a Ação Ecológica Guaporé – Ecoporé e Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia – FETAGRO, com a parceria da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – SEDAM e apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES através do Fundo Amazônia.

Mais Sobre Amazônias

 "A natureza não tem voz, precisa de advogados"

"A natureza não tem voz, precisa de advogados"

DEUTSCHE WELLEBerlimDurante a campanha eleitoral, o presidente eleito Jair Bolsonaro fez declarações relacionadas ao meio ambiente que preocuparam esp

Por que a descoberta do vírus Zika em macacos pode ser problema sério para o Brasil

Por que a descoberta do vírus Zika em macacos pode ser problema sério para o Brasil

Saguis e micos mortos pela população durante surto de febre amarela estavam doentes com Zika; os primatas não transmitem a doença

Meio Ambiente incorporado à Agricultura não deu certo antes, mas Bolsonaro insiste na proposta

Meio Ambiente incorporado à Agricultura não deu certo antes, mas Bolsonaro insiste na proposta

Nesses 12 anos, o trabalho da Sema foi decisivo para a criação não só de 26 reservas, estações ecológicas e outras unidades de conservação, totalizand

Sônia Guajajara alerta para “tragédia socioambiental” com Bolsonaro

Sônia Guajajara alerta para “tragédia socioambiental” com Bolsonaro

Entregar a Mãe Terra nas mãos de ruralistas gananciosos é o gatilho p/ desastres criminosos como foi o de Mariana", afirmou a líder indígena