Porto Velho (RO) quinta-feira, 30 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Amazônias - Gente de Opinião

Amazônias

Acampados na BR-429 são atacados a tiros


  

EPAMINONDAS HENK e
XICO NERY
Amazônias

JI-PARANÁ, Rondônia – Disparos de armas de fogo a mando de fazendeiros brasileiros e italianos tanto podem atingir uma criança quanto um adulto. A cada dia o clima mistura angústia e incerteza no acampamento de sem-terras situado no Km 30 da Rodovia BR-429, no rumo do município de Alvorada do Oeste.

Acampados na BR-429 são atacados a tiros - Gente de Opinião
Sem-terra ameaçados por jagunços na rodovia pedem garantia de vida às autoridades rondonienses

A situação foi denunciada esta semana pela Comissão Pastoral da Terra neste estado, cobrando providências de autoridades e setores da sociedade civil organizada.

– Está em curso um conflito anunciado nas imediações da Fazenda Agropecuária Rio Ricardo Franco. Duzentas famílias de trabalhadores rurais ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) estão acampadas ali desde maio de 2009, à espera da resposta de um acordo entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Prefeitura e Câmara de Vereadores de Alvorada.

Nota distribuída pela CPT diz que o conflito ocorre “devido à postura do fazendeiro nos últimos dias”. “Entre os dias oito e dez, sempre de madrugada, um grupo de seis a sete homens armados vêm atacando o acampamento com tiros de armas de grosso calibre; no local se encontram famílias inteiras – mulheres, crianças, homens, jovens e idosos”.


 

Garantia de vida

A CPT alerta as instituições estaduais “para que possam intervir nos cuidados da integridade física das famílias e para o cumprimento da lei”.

Motivado pela necessidade de acesso á terra, o acampamento coordenado pelo MST faz estas denúncias e alinha as seguintes reivindicações: 1) Verificar a forma como uma fazenda adquirida de forma duvidosa pela referida agropecuária, numa sociedade entre dois brasileiros e um italiano; 2) O italiano parece ter controle sobre as ações. Sua suposta esposa é quem comanda as ações internas e externas da propriedade. Eles controlam um grupo particular que faz a segurança privada da área, de forma ilegal.

3) Desde o início do acampamento, as famílias representadas pelo MST acionaram o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, colocando o interesse pela área.

4) A situação das terras é ilegal, conforme previsto no artigo 190 da Constituição (aquisição da área sob controle de estrangeiros).

5) Crimes ambientais estão devidamente documentados nos órgãos de fiscalização (Ibama e Sedam) e na Polícia Federal. 6) Pede-se o cumprimento da função social da terra.

 

Mais Sobre Amazônias

Em evento internacional de meio-ambiente, governo do Amazonas provoca dono da Amazon e convida o mundo a conhecer e investir na Amazônia

Em evento internacional de meio-ambiente, governo do Amazonas provoca dono da Amazon e convida o mundo a conhecer e investir na Amazônia

Durante a abertura da Reunião Anual do GCF Task Force, em Manaus, nesta quinta-feira (17/03), o governador do Amazonas, Wilson Lima, provocou o empr

Amazônia:pPesquisadores investigam comportamento agressivo de botos

Amazônia:pPesquisadores investigam comportamento agressivo de botos

Um comportamento desconhecido, observado nos últimos anos por pesquisadores que estudam a vida dos botos cor-de-rosa, espécie tradicional da Amazôni

Amazônia: pesquisadores investigam comportamento agressivo de botos

Amazônia: pesquisadores investigam comportamento agressivo de botos

Um comportamento desconhecido, observado nos últimos anos por pesquisadores que estudam a vida dos botos cor-de-rosa, espécie tradicional da Amazôni

Sebrae lança novos editais do Inova Amazônia para atuação em sete estados brasileiros

Sebrae lança novos editais do Inova Amazônia para atuação em sete estados brasileiros

O Sebrae vai selecionar projetos para desenvolver negócios inovadores que fortaleçam a bioeconomia em sete estados que fazem parte do Bioma da Amazô