Porto Velho (RO) quinta-feira, 23 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Piscicultura

Criação de peixes tem apoio do projeto Piscicultura no Estado de Rondônia

Sebrae incentiva e promove a comercialização de pescado com qualidade


Criação de peixes tem apoio do projeto Piscicultura no Estado de Rondônia - Gente de Opinião

Rondônia é o maior produtor brasileiro de tambaqui e pirarucu em tanque escavado, sendo o Vale do Jamari e a Região Central de Rondônia são os principais polos dessa produção. A Associação de Criadores de Peixe de Rondônia (Acripar) ao se tornar parceira do Sebrae alavancou o projeto Piscicultura no Estado de Rondônia, fez com que a produção desses núcleos adquirisse desdobramentos que aumentaram a geração de renda para os empreendedores desse mercado. De acordo com Denis Farias analista do Sebrae que trabalha no projeto, “a ação do diretor técnico do Sebrae Samuel Almeida foi preponderante para que as atividades tomassem um rumo especial. A partir de 2017, Samuel aproximou-se do presidente da Acripar, Francisco Hidalgo Farina, incentivou a parceria com a associação. Depois dessa interface o diretor apoiou a equipe com todo um planejamento estratégico para que a entidade caminhasse para alvos maiores com maior abrangência no estado, vez que até então representava somente os interesses dos produtores de Ariquemes. As atividades de 2018 e 2019 foram supervisionadas pelo diretor Samuel e pela gerência da unidade regional de Ji-Paraná em 100%, para que pudéssemos obter os resultados finalísticos do projeto e as metas pactuadas junto ao Sebrae Nacional, ” complementa Denis.

 

Para Samuel “nossos objetivos além de aprimorados, pretendem ampliar o número de canais de comercialização com a busca de novos mercados consumidores do peixe de Rondônia. Pretendemos desenvolver gestões e ações que melhorem a qualidade da produção, bem como aumentar a rentabilidade dos produtores com maior área de lâminas d’água licenciadas”.

 

O ano de 2019 foi o de maior avanço, foram realizados 12 eventos, entre seminários, dias de campo, fórum, curso, oficinas e missão técnica que, somados, impactaram diretamente a vida de mais de duas mil pessoas, entre piscicultores, funcionários de empresas rurais, técnicos e estudantes de áreas afins. Dentre eles, destacam-se o dia de campo do mês de setembro, realizado na Piscicultura Agrofish, em Theobroma, com mais de 450 participantes. Outro evento que ganhou grande relevância no setor foi o II Fórum da Piscicultura, realizado em Ariquemes em parceria com a Acripar. Mas o evento de maior repercussão e investimento foi o Festival do Tambaqui da Amazônia em Brasília. Dentro da programação houve uma cerimônia pública com a apresentação do nosso peixe para o presidente da república, Jair Bolsonaro, com um jantar especial de degustação de pratos à base desse pescado. Num segundo momento, houve o festival de fato, quando foram assadas 4.500 bandas de Tambaqui na Esplanada dos Ministérios da capital federal. O objetivo foi apresentar o peixe como uma proteína especial e totalmente sustentável, assim como incentivar o consumo. As bandas foram trocadas por alimentos não perecíveis, que mais tarde foram distribuídos para entidades filantrópicas. Essa realização trouxe retorno especial para os frigoríficos de Rondônia, que aumentaram as vendas de peixe processado e in natura após o festival.

 

Para  Francisco Hidalgo Farina que também integra o Conselho Deliberativo do Sebrae em Rondônia, porque é presidente da Federação das Associações Comerciais, “A ideia do festival foi divulgar o peixe tambaqui em um grande centro consumidor, por isso a escolha da capital do país num evento de degustação com a presença do Presidente da República, autoridades e vários parceiros, dentre eles o Governo do Estado de Rondônia e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Rondônia (Faperon), que garantiram o sucesso da programação com o fornecimento do peixe e demais preparativos.”

 

Na programação de 2020, o projeto realizará o 2º Festival na Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) com as autoridades e potenciais compradores de pescado como donos de restaurantes, redes de gastronomia e supermercados. O festival para o grande público, com o churrasco de tambaqui está agendado para o período de 27 a 29 de março, ainda local a confirmar, sendo provavelmente realizado no Parque do Ibirapuera ou no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (Masp) com a distribuição de 8 mil bandas do saboroso peixe de Rondônia.

Criação de peixes tem apoio do projeto Piscicultura no Estado de Rondônia - Gente de Opinião

Mais Sobre Piscicultura

Piscicultores querem atrair investimentos na industrialização em 2020

Piscicultores querem atrair investimentos na industrialização em 2020

A industrialização do pescado para conquistar novos mercados foi um dos temas que orientou o “Dia de Campo” promovido pelo Sebrae e pela Associação de

Tambaqui - Rondônia tem potencial para fornecer 45 toneladas/mês ao mercado paulista

Tambaqui - Rondônia tem potencial para fornecer 45 toneladas/mês ao mercado paulista

Depois de ajustar com o Diretor presidente da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), Johnni Hunter Nogueira, para o di

Em Tefé, 15º Feira do Pirarucu Manejado terá 100 peixes à venda neste fim de semana

Em Tefé, 15º Feira do Pirarucu Manejado terá 100 peixes à venda neste fim de semana

Foi na região do Médio Solimões, na Amazônia Central, que foi implementado o primeiro Plano de Manejo de Pirarucu do País. A espécie, que se encontr

Semagric elabora projeto para industrializar couro de pirarucu

Semagric elabora projeto para industrializar couro de pirarucu

A organização da cadeia produtiva rural em Porto Velho, carente de ajustes em todas as suas variantes, é uma das prioridades da administração e um des