Porto Velho (RO) quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021
×
Gente de Opinião

Pecuária

Vamos deixar o boi de Rondônia ir para o brejo?????


Vamos deixar o boi de Rondônia ir para o brejo????? - Gente de Opinião

E vamos ficar assistindo de braços cruzados???

Essas perguntas vão pra você que mora, vive ou se importa com o Estado de Rondônia.

Estamos vendo o Boi de Rondônia se distanciar injustificadamente das demais praças do País, a níveis nunca vistos. O preço da arroba do boi paga ao produtor, que historicamente variava entre 7 a 10% do preço pago em SP, atualmente ultrapassa os 15%.

E o que você tem com isso???

Isso significa que os produtores rurais do nosso Estado (RO) estão perdendo lucratividade, e, com isso, todos perdem, seja produtor, comércio, indústria e Governo.

Considerando um abate médio de 2,5 milhões de cabeças/ano, registrado em nosso Estado, isso representa uma perca de aproximadamente R$ 700.000.000,00 (setecentos milhões de reais)/ano. 700 milhões que sai das mãos dos mais de 90 mil produtores para mão de poucos. Este valor deixa, de circular no comércio, de gerar impostos, de gerar riqueza, melhorias, e evade concentradamente para outras regiões do País.

 

Considerando os ciclos do dinheiro, que em media gira 5 vezes, os prejuízos ao nosso Estado é imensamente maior.

E o que justifica esse distanciamento nos preços em relação ao centro sul???

NADA!

Os economistas, os empresários tem afirmado que esta diferença de 7% já é muito além do que se gasta para colocar a carne em SP. Evidencia-se então, uma ação de aumento dos LUCROS das indústrias em desfavor do produtor rural e da sociedade do nosso Estado.

 

O SINDICATO RURAL DE CACOAL, entidade representativa da CLASSE PRODUTIVA dessa região, vem acompanhando as escalada de preços e R E P U D I A veementemente essa pratica de baixa excessiva, o que em qualquer outro país é considerado Cartelização prejudicial a toda sociedade. Chamamos a atenção dos órgãos Governamentais e dos POLÍTICOS, COBRANDO providencias imediatas e pontuais, com ações que mitigam tal pratica.

 

Convocamos a você PRODUTOR RURAL, a você CIDADÃO, para fazer contato com seu POLÍTICO ou com a entidade que o representa e cobrem também posicionamento público, que se manifeste com ações efetivas que revertam tal situação de desequilíbrio econômico.

 

Produzimos o boi verde, o boi engordado majoritariamente a pasto, produto naturalmente saudável, a proteína desejada e cobiçada pelo  mundo. Temos o dever de valorizar e defender o nossa produção, que é da mais alta qualidade.

 Procure a Sede do SINDICATO RURAL DE CACOAL, filie-se e venha conhecer de perto e juntar-se ao PROPÓSITO de construir um FUTURO BEM MELHOR.

Entidade de Defesa e Representação Legal dos Produtores Rurais - Gente de Opinião
Entidade de Defesa e Representação Legal dos Produtores Rurais

Mais Sobre Pecuária

Parceria Sebrae/RO e Senar viabiliza conhecimento a produtores de gado de Rondônia

Parceria Sebrae/RO e Senar viabiliza conhecimento a produtores de gado de Rondônia

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresa em Rondônia (SEBRAE/RO) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) uniram esforços para viabili

Pecuária de leite em Rondônia ganha reforço com início de projeto da Embrapa no programa Agroleite

Pecuária de leite em Rondônia ganha reforço com início de projeto da Embrapa no programa Agroleite

A pecuária de leite tem grande importância econômica e social para Rondônia, que é o maior produtor de leite da região Norte e o sétimo do país. Mai

Governo acata proposta do deputado Lazinho da Fetagro e decreta isenção tributária do leite produzido em Rondônia

Governo acata proposta do deputado Lazinho da Fetagro e decreta isenção tributária do leite produzido em Rondônia

Proposta apresentada pelo deputado Lazinho da Fetagro (PT) ao governo do estado em defesa da cadeia produtiva do leite, por meio da adoção de isençã

Circuito Nelore já avaliou mais de 5.000 animais em 2020

Circuito Nelore já avaliou mais de 5.000 animais em 2020

O Circuito Nelore de Qualidade segue com resultados expressivos em 2020. Após a realização de oito etapas em quatro estados brasileiros (AC, MS, MT e