Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Falso padre é preso em Fortaleza


Agência O Globo FORTALEZA - A polícia prendeu em Fortaleza, Erivandro Férrer de Lima, 28 anos, que se fazia passar por padre. Ele é acusado de arrecadar dinheiro de fiéis, prometendo um falso encontro com o Papa Bento XVI, que deve visitar o Brasil em maio. O falso padre cobrava pagamento imediato de R$ 125 e mais cinco parcelas de R$ 75 para o encontro com o papa na Basílica de Nossa Senhora Aparecida. Erivandro, que vinha sendo procurado há vários meses, usava uma carteira da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para enganar os católicos. Nela, ele se dizia vigário paroquial e formado em Filosofia e Teologia. Segundo a polícia, é tudo falso. Erivandro já foi coroinha da cidade onde morava, Pacatuba.A polícia descobriu que ele celebrava missas em Fortaleza e que desde outubro vendia pacotes de viagens para Aparecida, em São Paulo, com a promessa de que a vítima ficaria mais próxima do Papa Bento XVI. A polícia também investiga denúncia de que o falso padre pode estar envolvido com pedofilia.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul