Porto Velho (RO) quinta-feira, 14 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

MDB confirma Germano Rigotto como vice de Meirelles

MDB confirma Germano Rigotto como vice de Meirelles em chapa laranja


MDB confirma Germano Rigotto como vice de Meirelles  - Gente de Opinião

247 - Germano Rigotto foi confirmado como candidato a vice de Henrique Meirelles nas eleições para a Presidência da República em 2018, durante convenção do MDB no Rio Grande do Sul, neste domingo (5). A inclusão do ex-governador gaúcho na chapa havia sido anunciada no sábado (4). A chapa "puro sangue" do MDB é resultado do isolamento do partido de Temer, incapaz de qualquer aliança -ninguém quer estar perto do partido do governo.

"O MDB terá seu projeto nacional, sua cara própria", afirmou Rigotto durante a convenção. Com algo entre 0 e 1% das intenções de votos, a principal função das chapa será convencer os eleitores de que a candidatura de Alckmin não é a que representa o governo oriundo do golpe de 2016. Com todo o esforço de Temer para levar o "centrão" para a aliança de Alckmin, será uma tarefa difícil. É como uma chapa "laranja" de Alckmin.

Natural de Caxias do Sul (RS), Germano Rigotto foi vereador, deputado estadual e federal. Em 2002, foi eleito ao governo no segundo turno. Se candidatou novamente, mas não foi reeleito. Rigotto ainda tentou um mandato de senador em 2010, porém ficou atrás dos eleitos Ana Amélia Lemos (PP) e Paulo Paim. Ele Sem mandato desde janeiro de 2007, Rigotto costuma dar palestras de temas da área econômica e política nacional.

Leia a íntegra da matéria

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo