Porto Velho (RO) domingo, 17 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Jotta Júnior diz que sabe o que deve ser feito para resolver o problema do desemprego em RO.


COM UMA PROPOSTA DIFERENTE,
O CANDIDATO JOTTA JÚNIOR DIZ QUE SABE O
QUE DEVE SER FEITO PARA RESOLVER O
PROBLEMA DO DESEMPREGO NO ESTADO.

Jotta Júnior diz que sabe o que deve ser feito para resolver o problema do desemprego em RO. - Gente de Opinião


“Ninguém consegue fazer direito aquilo que não sabe fazer. Este é o problema da maioria dos candidatos nessas eleições:  
 “prometem”, prometem, mas na realidade não fazem a menor ideia do que realmente precisa ser feito para resolver os problemas do Estado.
Sem conhecimento, como fazer? –  Simples Assim”

                                 - Jotta Júnior, candidato a deputado federal nas Eleições 2018.


Atuando no rádio por 29 ANOS, incialmente no município de Jarú e mais recentemente na Rádio Cultura de Porto Velho, com o Programa JOGO ABERTO, o candidato Jotta Júnior teve, ao longo do tempo, a rara oportunidade de questionar, como entrevistador, centenas de homens públicos – senadores, deputados federais e estaduais, governadores e   autoridades de todos os escalões.

Como funcionário do Congresso Nacional, onde trabalhou por sete anos na Câmara dos Deputados, e posteriormente como funcionário graduado do primeiro escalão do governo do Estado, pode observar o funcionamento da chamada “máquina pública” em todos os seus níveis, tanto no âmbito do Legislativo quanto do Poder Executivo.

Foi assim, e também aliando à essa construção de conhecimento sua experiência nos últimos cinco anos como empresário do setor de construção habitacional popular, que ele aprendeu o que deve ser feito e, principalmente, “como” fazer para resolver os problemas do Estado, principalmente a crucial questão do desemprego que até hoje aflige milhares de famílias rondonienses.



O APRENDIZADO. Difícil, para os mais céticos, é entender “como” um radialista, assessor parlamentar e empresário pode “entender” tanto de política, e principalmente apontar, com tanta clareza e simplicidade, soluções concretas para os graves problemas do Estado

A verdade é que foi aprendendo com seus entrevistados, com seus erros e acertos, além de absorver o máximo de conhecimento técnico e prático  através da sua experiência profissional no poder público e na iniciativa privada, – “simples assim”, como ele gosta de dizer – que Jotta Júnior desenvolveu a incrível “visão macro” que hoje demonstra a todos quando fala de Rondônia, Estado onde mora há mais de trinta anos e pelo qual se diz “apaixonado”. Segundo ele, as soluções são simples, e estão divididas em alguns aspectos fundamentais perfeitamente definidos. Confira.

INDUSTRIALIZAÇÃO, AGRONEGÓCIO e EXPORTAÇÃO: Atualmente quase toda a nossa produção agropecuária é exportada para fora de Rondônia, mas se, a partir do Congresso Nacional, for articulada,  com inteligência e criatividade, a criação de novas indústrias, será possível produzir, em todo o Estado, os milhares de novos postos de trabalho que a população necessita. Um raciocínio simples e preciso, mas que faz todo o sentido, pois somente criando empresas industriais se poderá gerar novos postos de trabalho – mais empregos. “Simples assim”, mas... ainda resta a questão: “como atrair novas indústrias, dentro de um sistema capitalista tão competitivo”?

EXPORTAÇÃO. A ideia também é simples: as empresas buscam antes de tudo o lucro, e para isto precisam ter mercado para vender seus produtos. Atuando no congresso Nacional para derrubar as estúpidas, incoerentes e problemáticas barreiras alfandegárias e burocráticas que hoje atrapalham as EXPORTAÇÕES da nossa produção agropecuária, as empresas  que aqui se instalarem  vão poder vender seus produtos diretamente para a Bolívia, Peru, Equador, Colômbia, Chile e Venezuela – um universo de 150 milhões de consumidores aqui bem pertinho de Rondônia – nossos vizinhos da Cordilheira dos Andes. Com certeza, iremos produzir uma verdadeira revolução em nossa economia!. “Simples assim”...

AGRICULTURA FAMILIAR, TURISMO E MUNICIPALISMO: Outros aspectos apontados são a necessidade de fortalecer, com medidas parlamentares realmente eficazes, além do turismo regional de eventos, a agricultura familiar, o associativismo e o cooperativismo. Também será fundamental que se passe a injetar uma quantidade bem maior de recursos diretamente nos municípios, através de um novo Pacto Federativo que dê prioridade política à distribuição mais justa dos recursos dos impostos arrecadados. “O município forte faz um estado forte”. Simples assim!

UNIÃO DA BANCADA AMAZÔNICA. Para tudo isto, no entanto, será necessária a união de nossa bancada no congresso. Tomando como exemplo, só o Estado de São Paulo tem hoje SETENTA deputados federais,
e os políticos do Nordeste, percebendo isto, formaram a “Bancada Nordestina” quase equiparando aos paulistas e ganhando uma enorme força política.

Já está mais do que na hora, portanto, de nós formarmos a BANCADA AMAZÔNICA, que ficará com quase QUARENTA DEPUTADOS e DEZOITO SENADORES, para defender nossos interesses em Brasília – finalizou Jotta Júnior.

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo