Porto Velho (RO) segunda-feira, 22 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Bolsonaro será operado em janeiro e ficará 15 dias afastado


Bolsonaro será operado em janeiro e ficará 15 dias afastado - Gente de Opinião

247 – A previsão do cirurgião-chefe da equipe médica do presidenciável Jair Bolsoanro (PSL), Antônio Luiz Macedo, do Hospital Israelita Albert Einstein, no Morumbi, na zona sul da capital paulista, é que o candidato seja submetido a uma nova cirurgia em janeiro de 2019.

O médico, segundo reportagem do Estado de São Paulo, afirmou que a operação para fechamento da colostomia (exteriorização do intestino para saída das fezes) só poderá ser feita após o dia 12 de dezembro, mas que, como o procedimento requer duas semanas de recuperação, se o paciente se submetesse à operação ainda neste ano não haveria garantias que ele estaria completamente recuperado para uma eventual posse, no dia 1.º de janeiro.

Na nova cirurgia, o abdome de Bolsonaro será aberto novamente para que as alças do intestino grosso sejam unidas e, com isso, o trânsito intestinal volte ao normal e o paciente deixe de usar a bolsa coletora de fezes.

 

Mais Sobre Eleições 2018

Em nota, PSOL repudia declarações de Eduardo Bolsonaro

Em nota, PSOL repudia declarações de Eduardo Bolsonaro

 247 - O PSOL publicou nota em repúdio às declarações do deputado Eduardo Bolsonaro, filho do candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, que vi

Sérgio Amadeu sobre fake news: se o Judiciário não fizer nada, vai prevaricar

Sérgio Amadeu sobre fake news: se o Judiciário não fizer nada, vai prevaricar

Sociólogo, professor da UFABC e pesquisador de redes digitais, Sérgio Amadeu faz um alerta às instituições caso nada seja feito a respeito do escândal

 UM ALVO CHAMADO BOLSONARO - Por Ana Clara Machado

UM ALVO CHAMADO BOLSONARO - Por Ana Clara Machado

UM ALVO CHAMADO BOLSONAROAna Clara Machado*Claro que sim, Bolsonaro está em perigo e corre sério risco de ser assassinado. Não precisa nem ter dois de

Roger Waters defende boicote ao Brasil em defesa da democracia

Roger Waters defende boicote ao Brasil em defesa da democracia

O músico inglês e um dos fundadores da banda Pink Floyd, Roger Waters, defendeu o boicote ao Brasil caso o candidato de extrema direita, Jair Bolsonar