Porto Velho (RO) quinta-feira, 14 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Alckmin paga a conta tucana pelo golpe de 2016


Alckmin paga a conta tucana pelo golpe de 2016 - Gente de Opinião

247 – Em 1989, na primeira eleição presidencial da Nova República, Mario Covas teve uma votação respeitável e, com 11,2% dos votos, ficou em quarto lugar no primeiro turno, atrás de Fernando Collor, Luiz Inácio Lula da Silva e Leonel Brizola. Nas disputas seguintes, de 1994 e 1998, os tucanos venceram com Fernando Henrique Cardoso. Depois, nas outras quatro eleições presidenciais, chegaram ao segundo turno, alternando nomes como José Serra, Geraldo Alckmin e Aécio Neves.

Desta vez, no entanto, o ex-governador Geraldo Alckmin deverá ter o pior desempenho no PSDB numa disputa presidencial em razão da herança maldita deixada por Aécio Neves, que é a destruição do País em três anos de golpe PSDB-MDB, que não apenas aniquilou a economia e a imagem do País, como também revelou a gigantesca hipocrisia nacional no tocante à corrupção.

Os eleitores sabem que, na verdade, foram os tucanos que articularam a derrubada da presidente Dilma Rousseff e instalaram uma quadrilha no poder, liderada por Michel Temer, para promover a entrega das riquezas nacionais e subtrair direitos dos trabalhadores, que hoje enfrentam o maior desemprego da história. Portanto, como o golpe já está no poder e não será reeleito, Alckmin se tornou um candidato inviável, o que o afasta de potenciais aliados. Pela primeira vez na história, os tucanos vêm sendo desprezados até por siglas como o DEM e outros partidos do centrão.

No tocante à corrupção, mesmo blindados pela Justiça, o 'santo' Geraldo Alckmin, o 'careca' José Serra e o 'mineirinho' Aécio Neves se tornaram políticos extremamente rejeitados pela população e estão colhendo a herança maldita deixada pelo golpe de 2016.

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo