Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Ação no TSE pede a nulidade do registro da coligação do PT, PC do B e do PROS


A coligação “o povo feliz de novo”, liderada pelo Partido dos Trabalhadores (PT), cometeu crime eleitoral (falsidade ideológica) ao indicar Lula, revelando a vontade de fraudar as eleições presidenciais de 2018.

O PT ao insistir num candidato que estava inelegível, antes de fazer o pedido de registro no TSE, afrontou a Constituição da República, a legislação eleitoral e as normas do próprio Tribunal Superior Eleitoral.

Com a indicação de Lula, o PT tornou nulo o pedido de registro da coligação com o PC do B e o PROS, assim, as candidaturas de Lula e de Haddad são automaticamente nulas.

O TSE confirmou a inelegibilidade de Lula, dessa forma os efeitos de voltar para o momento anterior ao pedido de registro, não autorizando a substituição de Lula por Haddad.

A ação pede a retirada do nome de Fernando Haddad das urnas eletrônicas ou então o uso de cédulas em papel, conforme prevê o Código Eleitoral, garantindo que o nome de Lula não esteja nas urnas.

Confira em anexo a íntegra da ação e acompanhe o andamento no TSE: Processo 0601605-93.2018.6.00.0000.

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo