Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Eleições 2014

'QUANTO MAIS TENHO ANDADO, MAIS CRESCE A VONTADE DE GOVERNAR RONDÔNIA', DIZ JAQUELINE CASSOL


Falando com a segurança de quem tem percorrido o Estado, conversando com as pessoas e discutindo os problemas e as propostas de trabalho, Jaqueline Cassol (PR), mostrou que está preparada e motivada para governar Rondônia.

- Quanto mais tenho andado, mas a vontade de governar Rondônia aumenta. Tenho percorrido os quatro cantos de Rondônia e mostrado a minha disposição em administrar o Estado. As pessoas relatam as dificuldades e mostram confiança e apoio ao nosso projeto de Governo.

A declaração foi dada durante entrevista ao programa Tempo Real, na TV Candelária (Vídeo AQUI), na noite desta terça-feira (9), onde Jaqueline respondeu sobre o cenário político e falou do seu plano de governo.
 

Apoio aos municípios

Jaqueline afirmou que, sendo eleita, vai trabalhar com os prefeitos, independentemente de partido, visando apoiar os municípios.

- Primeiro, acredito que o bom gestor, quando é eficiente e pensa no povo, após as eleições, desmancha-se os palanques e inicia-se um trabalho em parceria. O que vai prevalecer é o bem da população. No meu governo, farei parceria com todos os prefeitos, sem exceção. Sou de Rondônia, moro em Porto Velho e quero o melhor para o meu Estado.

Ela reforçou ainda que, com a queda nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), as dificuldades das prefeituras são grandes.

- Faltam recursos para obras de investimento. No governo Jaqueline Cassol, vamos ter parceria. A exemplo da operação Cidade Limpa, que quero começar aqui pela Capital, fazendo um grande trabalho de limpeza da cidade.

Jaqueline lembrou que na época em que fez parte do governo, onde o projeto Cidade Limpa era executado, foram investidos R$ 10 milhões na recuperação de 54 bairros, 677 ruas, totalizando 300 quilômetros de ruas e praças.
 

Obras e infraestrutura

- Participei diretamente da construção do nosso plano de Governo. Tenho percorrido as estradas e percebido que há uma necessidade imensa de asfalto, ligando alguns municípios, a exemplo de Campo Novo de Rondônia. O Governo anterior deixou o projeto, o atual não conseguiu concluir o asfalto para Tarilândia, distrito de Jaru, licitado e com dinheiro na conta.

A candidata se posicionou sobre as obras de infraestrutura na Capital.

- Em Porto Velho, as obras de água e esgoto estão paradas. No nosso Governo, isso vai ser olhado com carinho, pois é assim que uma gestão eficaz trabalha: com planejamento. Vou cobrar a conclusão das obras dos viadutos, hoje de responsabilidade da União, e concluir a Rua da Beira, que o Governo assumiu a responsabilidade de fazer em dezembro de 2012 e até agora não terminou.

Turismo e cultura

- Temos potencial turístico e uma cultura diversificada. Em Guajará-Mirim, o Duelo da Fronteira foi praticamente extinto. Em Pimenteiras do Oeste, pela primeira vez em 25 anos, o festival de praia não foi realizado, por falta de apoio. Vamos atuar para fortalecer o turismo e o resgate da nossa cultura. Vamos construir um Centro Multieventos na Capital, para servir de espaço para as mais variadas atividades culturais, religiosas e industriais.

Saúde foi outro tema discutido durante a entrevista. Jaqueline Cassol relembrou das promessas e falou de suas propostas.

- Foi apregoado que, em 100 dias, iriam retirar os pacientes do chão. Fizeram estardalhaço, mas não foi nada resolvido. A situação da saúde não é fácil. Vejo a inoperância em algumas áreas. Na Policlínica Oswaldo Cruz, ficou bonito o prédio, que foi um projeto do Governo anterior. Mas, não funciona, não se consegue marcar uma consulta. Médicos me relataram as dificuldades. Não vou vir aqui prometer. Não prometo, faço! Vou fazer além do limite, se for preciso. Não é apenas fazer unidades, mas equipa-las, ter funcionários capacitados e valorizados, além de atendimento humanizado”.

Em relação à educação, a candidata foi enfática:

- Para se investir em educação, é preciso investir no educador. Eu percebo, como mãe, que os filhos não querem mais ser professores. E como será no futuro? Sem professor não se forma nenhum outro profissional. Por outro lado, muitos alunos, de escola pública, não tem outra ocupação fora do horário de aulas. Tenho o projeto para criar oportunidades aos jovens de estágio no serviço público e também na iniciativa privada. Criar cursos profissionalizantes e novas oportunidades, além de valorizar o JOER e atividades esportivas. Vamos capacitar o professor para acolher os portadores de necessidades especiais, além de preparar o espaço para receber esses alunos.

Ao finalizar, ela falou sobre os programas da agricultura.

- Vamos retomar os projetos Inseminar - que fez a produção saltar de 900 mil para 3 milhões de litros de leite ao dia -; o Semear, que distribuía sementes selecionadas e o Promec, com horas/máquinas gratuitas. A Emater, que hoje, infelizmente enfrenta dificuldades e corre o risco de perder os servidores, no meu Governo será fortalecida. Na piscicultura, temos que fazer a abertura de mercados para a nossa produção”.

Mais Sobre Eleições 2014

65 milhões de panettones foram produzidas para Natal 2014

A produção dos panettones da Visconti está a todo vapor desde setembro de 2014 e junto com as outras marcas da Pandurata, espera encerrar o ano com 65

TSE registra 290 milhões de acessos no período eleitoral

  Da Agência Brasil O número é 974% maior que o registrado no período não eleitoral, quando a média fica em torno de 27 milhões de acessos. De acordo

No Jornal da Record: Dilma diz que 'mercado vai acalmar' e propõe diálogo

No Jornal da Record: Dilma diz que 'mercado vai acalmar' e propõe diálogo

247 - Um dia depois da disputa pelo segundo turno, em sua primeira entrevista após a vitória, a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) afirmou, nesta

Confúcio mira na saúde anuncia Hospital do Câncer da Amazônia

Confúcio mira na saúde anuncia Hospital do Câncer da Amazônia

  O anúncio feito na manhã desta segunda-feira (27) durante coletiva de imprensa pelo governador reeleito Confúcio Moura (PMDB) que foi aplaudido por