Porto Velho (RO) sexta-feira, 21 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Eleições 2014

Padre Ton: 'Quero ser um governador que não fique de costas para Porto Velho'


A situação de Porto Velho, capital com menos de 2% de sistema de esgotamento sanitário, foi o tema que marcou a exposição do candidato a governador Padre Ton (PT-RO) em reunião realizada  no bairro Socialista, Zona Leste da Capital. A agenda, promovida pela candidata a deputada federal Fatima Cleide, contou com a presença do também candidato Itamar da CUT.

“Quero ser um governador que não fique de costas para Porto Velho”, declarou Padre Ton, com a aprovação dos moradores que estiveram na residência de dona Marcela para ouvir o candidato.

“Nós temos cinquenta bairros sem água tratada na Capital, com a população puxando água no poço, principalmente na zona sul e na zona leste. Lembro que há oito anos, no começo das usinas, o governo federal liberou quase R$ 1 bilhão para obras de esgotamento sanitário e até agora nada. Eu quero ser governador para dar conta dessa obra. Com agua tratada e esgoto vai acabar o problema dessas fossas que contaminam a saúde de todos nós”, disse Padre Ton.

Moradores concordaram que as fossas abertas são um problema na rua. As fossas estouram, as crianças ficam expostas à doenças. Outra reclamação diz respeito à iluminação.

Padre Ton se comprometeu em buscar solução para ampliar redes e baratear a energia, em trabalho de parceria com a Eletrobras. “Não é porque foi federalizada que o governador não tem obrigação. É responsável pela energia um governador. A energia aqui é cara e de péssima qualidade, quando dá um vento não tem mais energia, e por isso estou aqui me apresentado para vocês. Vocês pagam iluminação sem ter, isso não pode continuar”, disse o candidato.

Os moradores relataram que a Ceron está ausente do bairro. O candidato disse que esteve no Socialista na Copa do Mundo e viu muitos rabichos porque não há rede, o que acontece em muitos outros lugares de Rondônia.

O candidato a governador Padre Ton disse haver momentos em que é preciso coragem. E participar de uma campanha para governo “contra o poder econômico”, sem recursos, é um desses momentos. Ele fez um relato de sua trajetória na política, com tres eleições ganhas:

“A gente assume desafios e não pode desistir deles. Concorri em 2004 a prefeito de Alto Alegre dos Parecis contra uma fazendeira, médica, e o contra o cunhado do João Cahula, que foi governador. Eu não tinha dinheiro. Visitei todas as casas, fui de pé, de moto, de bicicleta, de casa em casa. E enfrentando a dureza nesse tempo de eleições, que são a poeira, o sol, a fumaça e muito calor”, contou Padre Ton.

Castanheiras

Padre Ton também esteve em reunião no bairro Castanheiras, com a vice Fatinha e a deputada Epifania Barbosa, candidata à reeleição.

Mais Sobre Eleições 2014

65 milhões de panettones foram produzidas para Natal 2014

A produção dos panettones da Visconti está a todo vapor desde setembro de 2014 e junto com as outras marcas da Pandurata, espera encerrar o ano com 65

TSE registra 290 milhões de acessos no período eleitoral

  Da Agência Brasil O número é 974% maior que o registrado no período não eleitoral, quando a média fica em torno de 27 milhões de acessos. De acordo

No Jornal da Record: Dilma diz que 'mercado vai acalmar' e propõe diálogo

No Jornal da Record: Dilma diz que 'mercado vai acalmar' e propõe diálogo

247 - Um dia depois da disputa pelo segundo turno, em sua primeira entrevista após a vitória, a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) afirmou, nesta

Confúcio mira na saúde anuncia Hospital do Câncer da Amazônia

Confúcio mira na saúde anuncia Hospital do Câncer da Amazônia

  O anúncio feito na manhã desta segunda-feira (27) durante coletiva de imprensa pelo governador reeleito Confúcio Moura (PMDB) que foi aplaudido por