Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Helder Caldeira

Relaxa e goza³


Relaxa e goza³ - Gente de Opinião
 


HELDER CALDEIRA

Sexo fácil sempre foi o prato principal do cardápio turístico brasileiro. Gringo só é gringo de verdade se desfilar ao lado de uma popozuda mulata, louca de vontade de conhecer a “Zoropa”, ou se estiver saçaricando colorido com algum garoto malhado de Ipanema. Todo resto é hipocrisia paisagística. Quanto às farras sexuais na “polvoada” Brasília, também não são nenhuma novidade. Basta olhar um bocadinho no retrovisor e avistar o caseiro dedo-duro derrubando um ministro de Estado farrista. Na história do Brasil, sexo e política sempre formaram um bolo de massa homogênea. A grande nova, de uns tempos pra cá, é a institucionalização de suas práticas pelo ministério do Turismo.

 A chancela definitiva para a pornopolítica turística, uma chanchada alcunha criada por Arnaldo Jabor e aqui obliquamente parafraseada, foi concedida pelo presidente Lula, quando em 2007 nomeou uma sexóloga como titular da pasta. Justamente o ano em que explodiu o caos nos aeroportos brasileiros e vieram à tona as décadas de abandono do setor. E foi no meio dessa crise monumental, com centenas de milhares de passageiros entupindo os saguões e as companhias aéreas girando feito um perus bêbados, que a então ministra Marta Suplicy eternizou uma máxima político-sexual para os momentos de broxante confusão aérea: “Relaxa e goza, que você vai esquecer dos transtornos”.

Três anos depois, como nada mudou, os aeroportos continuam um lixo e a greve dos funcionários ameaça provocar um novo caos, abortando inclusive a criação de um ministério específico para o setor no governo Dilma Rousseff, vimos emergir das profundezas do lamaçal a denúncia de que deputados e senadores estavam desviando dinheiro público através de emendas ao orçamento para beneficiar grandes festas via ministério do Turismo. Um esquema fraudulento que movimenta milhões de reais todos os anos e que garante uma farrinha política adicional. O principal citado nesse escândalo é o senador candango Gim Argello, cujo alcoólico e sexofônico nome parece agradar ao presidente Lula e à presidente eleita Dilma. Talvez por diferentes motivações.

 Por fim, o bacanal do momento envolve um “peixinho” do senador José Sarney que ainda nem sentou na cadeira de ministro do Turismo. Indicado pelo presidente do Senado para assumir a pasta na gestão de Dilma Rousseff, o octogenário deputado maranhense Pedro Novais foi flagrado pelo jornal O Estado de São Paulo utilizando dinheiro da Câmara dos Deputados para pagar uma fatura de mais de R$ 2 mil por uma noitada no Motel Caribe, na capital São Luís. Segundo o jornal, a nota fiscal apresentada pelo deputado e futuro ministro foi confirmada pela gerente do estabelecimento, que afirmou: “Ele é um senhor. Já frequentou aqui, conhece o dono e reservou para um jantar que estava dando para os amigos. Era festa com bastante gente, (...) vários casais, várias pessoas”. Para justificar o preço da farra, a funcionária do motel concluiu: “A gente cobra por casal, tinha muita gente e a suíte era uma das mais caras. Tem piscina, banheira, sauna, tem tudo”.

 E já que somos sempre nós quem temos de pagar as faturas das surubáticas extravagâncias de nossos “pornolíticos”, deveria ser-nos concedido o direito de escolher que mamata queremos bancar. Nesse caso, seria bem provável que o futuro ministro do Turismo continuasse gozando da prerrogativa de usar nosso dinheiro para bancar uma noitada de festa num motel do Maranhão. Afinal de contas, creio que bem poucos topariam arcar com as custas da ministra evangélica que viaja à Argentina com seu staff para um café da manhã religioso. Somos um país tropical, “caliente” por natureza. Uma manhã de oração ou uma noite de sexo é uma pergunta absolutamente desnecessária e cuja resposta é inconteste. Pelo menos teríamos o prazer de poder dizer: pegue o dinheiro dos nossos impostos, faça um rolinho e... relaxe e goze... ao cubo!
 

HELDER CALDEIRA

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista

www.magnumpalestras.com.brheldercaldeira@estadao.com.br   

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Helder Caldeira

Chegou a hora de enfrentar o STF

Chegou a hora de enfrentar o STF

A atual composição do Supremo Tribunal Federal é a pior de sua História. Não apenas pela desqualificação técnica de alguns ministros, mas pela postu

A tragicômica amnésia da esquerda

A tragicômica amnésia da esquerda

A estreia internacional do presidente Jair Bolsonaro revelou bem mais do que sua capacidade de quebrar protocolos oficiais, despistar a imprensa e i

O auxílio-moradia e a amnésia seletiva - Por Helder Caldeira

O auxílio-moradia e a amnésia seletiva - Por Helder Caldeira

Em recente entrevista ao apresentador Pedro Bial, na Rede Globo, o ministro Luiz Fux, atual presidente do TSE e relator no STF das ações que discutem

Povo fraco ceva porcos imundos - Por Helder Caldeira

Povo fraco ceva porcos imundos - Por Helder Caldeira

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); HELDER CALDEIRA, Escritor. www.heldercaldeira.com.br – helder@heldercaldeira.com.br *Autor dos livr