Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Frei Betto

ERA DOS AVATARES - Por Frei Betto



Frei Betto

Mudou o Natal e mudamos nós, admitiria hoje Machado de Assis. Com as novas tecnologias de comunicação o mundo encolheu. Minha avó talvez nem soubesse que o Afeganistão existe. Hoje a bomba que explode na Síria incomoda os nossos ouvidos e as chuvas torrenciais na China respigam em nós no Brasil.

Mudou sobretudo a política. Com a queda do Muro de Berlim, em 1989, o século XX terminou, assinalou Eric Hobsbawm. Agora o planeta está hegemonizado pelo capitalismo; o Estado de bem-estar social já não se faz necessário para conter a ameaça comunista; e um novo dogma é proclamado: fora do mercado não há salvação!

Vale tudo por dinheiro! Inclusive na política. Ah, mas e a corrupção?, perguntam os incautos que acreditam que a raposa é capaz de cuidar do galinheiro. Roberto Campos já dizia que, no capitalismo, “não há corrupção, há negócios”. Tudo se resolve atrás do balcão. E não estamos falando do assalto ao dinheiro público desviado dos cofres da Petrobras. Trata-se de algo muito mais grave, de um crime de lesa-democracia: o flagrante de o presidente da República conspirar nos porões do palácio com um bandido orientado a não ingressar pela porta da frente, e ainda se apresentar na portaria com nome falso.

A lógica do neoliberalismo reduz o nosso ângulo de visão. Vemos apenas a sucessão de árvores, e não a floresta. Os fatos são ludibriados pelas interpretações. A história é reduzida a uma sequência de episódios pitorescos, bizarros, dos quais ficam sumariamente excluídos os conceitos de povo, nação, classe social e modos de produção.

Nesse mundo supostamente desideologizado e conturbado são descartados os programas estratégicos, as propostas de longo prazo e as utopias libertárias. Torce-se o nariz para políticos e partidos. Cede-se à síndrome do corpo de bombeiros: em plena crise, peça-se socorro urgente a quem parece estar acima das instituições corrompidas e conceda-lhe todos os poderes!

Foi assim que a Revolução Francesa desembocou em Napoleão; a Alemanha se ajoelhou aos pés de Hitler e a Itália, de Mussolini. É assim que, hoje, o Reino Unido se ilha ainda mais ao se desconectar da União Europeia na esperança de levar vantagem. É assim que os eleitores estadunidenses elegem Trump e, os franceses, Macron. Essa mesma lógica entregou a João Doria a prefeitura de São Paulo, e faz Bolsonaro figurar entre as preferências presidenciais dos eleitores brasileiros.

Não adianta chorar diante do leite derramado. É hora de dar respostas para certas perguntas: por que o povo brasileiro não ocupa as ruas? Por que não se arrancam as máscaras da minoria que insiste em reduzir o caráter das manifestações a atos de vandalismo? Por que nenhum setor progressista, salvo o MST e o MTST, faz trabalho de base de formação política de militantes? Por que muito se discutem nomes para as eleições de 2018, e pouco programas e critérios? Por que o reduto da esquerda envolvido em corrupção não faz autocrítica? Por que a ambição de ganhar eleições é, hoje, mais notória do que o projeto de mudar as estruturas da sociedade brasileira?

Enquanto não houver respostas claras e práticas a essa questões, o Brasil também ingressará na era dos avatares.

Frei Betto é escritor, autor de “Ofício de escrever” (Anfiteatro), entre outros livros.


Copyright 2016 – FREI BETTO – Favor não divulgar este artigo sem autorização do autor. Se desejar divulgá-los ou publicá-los em qualquer  meio de comunicação, eletrônico ou impresso, entre em contato para fazer uma assinatura anual. – MHGPAL – Agência Literária (mhgpal@gmail.comhttp://www.freibetto.org/>    twitter:@freibetto
 


 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Frei Betto

BRASIL SAIRÁ DO BURACO? Por Frei Betto

BRASIL SAIRÁ DO BURACO? Por Frei Betto

Em ano de eleição presidencial mais importante do que discutir qual o melhor candidato é debater que projeto queremos para o Brasil superar a atual cr

GEOGRAFIA DO VENENO - Por Frei Betto

GEOGRAFIA DO VENENO - Por Frei Betto

Atualmente, 30% dos agrotóxicos permitidos no Brasil são proibidos na União Europeia.

DEPRESSÃO BRASILEIRA  - Frei Betto

DEPRESSÃO BRASILEIRA - Frei Betto

Eis o clima do Brasil hoje. “Numa terra radiosa vive um povo triste”, escreveu Paulo Prado em “Retrato do Brasil”...

GUSTAVO GUTIÉRREZ, PAI DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO  - Por Frei Betto

GUSTAVO GUTIÉRREZ, PAI DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO - Por Frei Betto

A teologia da libertação ocupa uma posição de prima-dona na teologia atual. Graças às "Instruções" (1984) do Cardeal Ratzinger, tornou-se assunto de i