Porto Velho,
Rss Canal YouTube Facebook Twitter


Sentença de Moro é destrambelhada, diz Reinaldo

Até o colunista de direita Reinaldo Azevedo reconhece a fragilidade da condenação do ex-presidente Lula pelo juiz federal Sergio Moro; em sua coluna nesta sexta, Reinaldo classifica a sentença como destrambelhada e sem provas

12/01/2018 - [08:02] - Opinião

247 - Em sua coluna nesta sexta, Reinaldo Azevedo voltou a criticar Lula e os petistas, mas chamou a atenção para a arbitrariedade da sentença do juiz Sérgio Moro, que condenou o ex-presidente sem provas. 

"Nem mesmo o establishment do PT tem coragem de dizer com todas as letras: Sergio Moro condenou o chefão petista sem provas. Não estão no processo ao menos", afirma.

Reinaldo classifica ainda a sentença de Moro como "destrambelhada".

Eu apoio o 247


Comentários

  • Sebastião Farias - 12/01/2018

    Por afinidade a matéria em tela, de Reinaldo Azevedo e à luz do que ocorre no Brasil, fica aqui um lembrete aos representantes dos Poderes Constituídos e aos seus membros, bem como à todas as instituições constitucionais e seus membros, que o povo brasileiro, soberano dono, patrão e fiscal dos fiscais, conforme a Constituição Federal, outra coisa não quer, para seu bem-estar e do país, a não ser que todos, sem exceção, se dispam das vaidades e promovam, como é responsabilidade de todos, a unidade nacional e a paz social. Que, cada um como cidadãos e autoridades públicas em sua esfera de competências, responsabilidades e atribuições, cumpram muito bem com patriotismo, com ética, com compromissos com a justiça, com a democracia, com o estado de direito, com a governabilidade responsável para todos, com a fraternidade, com a defesa da unidade e da soberania nacionais e com o bem-estar de toda a nação brasileira. Que os parlamentares (Senadores, Deps. Feds., Deps. Est. e Vereadores) dos poderes legislativos, além de outras nobres funções legislativas que desempenham, são também, os representantes e fiscais constitucionais do povo e do Estado, com a responsabilidade de acompanharem, fiscalizarem e certificarem proativamente, em tempo real e in loco ( os Senadores, fiscalizam aos atos do Presidente da República), já os Deputados e Vereadores, através das suas Comissões de Fiscalização e Controle(CFC’s) e auxiliados pelos TC’s, órgãos vinculados a esses poderes, com foco: i) na economicidade; ii) na conformidade legal da aplicação dos recursos públicos; iii) na conformidade, agilidade e qualidade técnica das obras públicas realizadas pelos poderes executivos competentes; iv) na boa funcionalidade e qualidade dos serviços públicos prestados à população pelos poderes executivos competentes e; v) na satisfação da população. Pelo fato dos Poderes Legislativos serem as primeiras instâncias constitucionais de fiscalização abaixo do povo, e como a fiscalização existe para identificar in loco, coibir e corrigir em tempo real sem prejuízo do povo, desvios e desconformidades, são eles, por isso, corresponsáveis dos status positivos ou negativos da realização de obras e/ou serviços públicos prestados à população pelos executores. Assim, são eles também, através de suas CFC’s e/ou TC’s, responsáveis por informar em tempo real ao Ministério Público competente, desconformidades identificadas e pedindo providências urgentes para solução e responsabilização, se for o caso, dos responsáveis pelas desconformidades e/ou demandas apresentadas. Além disso, é dever ético do Poder Legislativo, ser fiel e prestar satisfação periódica de seus atos, ao povo e eleitores que lhes outorgou o poder e autoridade dados por Deus e, nunca, por essas características, deveria jamais, permitir em sua natureza e gestão, interferências ou pressões de quaisquer forças estranhas aos interesses do povo e da nação, como de lobistas nacionais e/ou internacionais, ou ainda mesmo, aceitar subjugar-se, a outro poder. A CF, sobre isso, fala em independência de ação de cada Poder mas, harmônicos e complementares entre si, no que couberem, para o bem-estar e justiça do povo e da nação. Ao governos e seus membros (Poderes Executivos), a quem cabem representarem e administrarem a União e as unidades federadas e executarem as políticas públicas de interesse do povo e de suas unidades, etc, que os façam bem, sempre com ética, independência (sem interferir no outro Poder), com qualidade, compromisso com o bem-estar de seu povo, com justiça e com a paz social e, respeito às leis e aos direitos dos cidadãos. Ao Poder Judiciário e seus membros, a quem cabem protegerem e defenderem a CF, analisarem, interpretarem, aplicarem e executarem a lei para a promoção e realização da justiça, com imparcialidade, para todos, afim de que com isso, seja garantido a ordem pública com responsabilidade. Um juiz, como quaisquer autoridade ou agentes públicos, seja ele quem for, jamais estarão acima da CF e da lei ou serão superiores a quaisquer cidadãos em pleno gozo de seus direitos. Como leigo que somos em assuntos jurídicos e como cidadão, lembramos que, os magistrados ou quaisquer membros do Poder Judiciário brasileiro, apesar de não serem investidos de seu poder por eleição popular, nem por isso, seu poder deixa de ser do povo pois, eles são investidos nesse poder com foco na CF mas, a própria CF diz que: “Todo poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido”. Tá explicado. Sugiro que todos os brasileiros possíveis, especialmente, professores, alunos, membros de organizações sociais, formadores de opinião diversos, leiam essas matérias abaixo, que dizem muito do Brasil atual e, meditem, desarmados de qualquer preconceito sobre o que viram e, pensem no Brasil que sonham para seus filhos e netos e, como alcançar esse sonho.. https://www.brasil247.com/pt/247/parana247/336451/Lava-Jato-foi-guerra-ao-lulismo-n%C3%A3o-%C3%A0-corrup%C3%A7%C3%A3o-diz-Ion-Andrade.htm; https://www.ocafezinho.com/2018/01/10/o-verdadeiro-e-sinistro-objetivo-das-politicas-economicas-liberais/

Preencha o formulário abaixo e clique em "Comentar" para enviar seu comentário


ComentÁrios Facebook


Mais Notícias

E-mail: redacao@gentedeopiniao.com.br - gentedeopiniao@gmail.com

Diretor Comercial Luiz Carlos Ferreira - Jornalista Responsavél Luka Ribeiro

Telefone: (69) 3221 4532 e (69) 3221 4532

Endereço: Av Getulio Vargas 2086 - Sala Comercial 5 , Bairro: Nossa Senhora das Graças - CEP: 76804-114

Cidade/Estado: Porto Velho/RO

É autorizada a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, informando a fonte em nome de Gente de Opinião

Gente de Opinião | Copyright © 2018 | Todos os direitos reservados