Porto Velho,
Rss Canal YouTube Facebook Twitter

Silvio Santos

Colaborador do Gentedeopinião, ZEKATRACA é titular da coluna Lenha na Fogueira no jornal Diário da Amazônia. E-mail: zekatracasantos@gmail.com - Informo aos colegas dos grupos folclóricos que se quiserem que divulguemos seus eventos, é só enviar a programação via e-mail zekatraca@diariodaamazonia.com.br ou pelo ZAP ZAP 9302-1960.

Salve o Dia dos Pais! Por Zekatraca

13/08/2017 - [05:20] - Cultura


Lenha na Fogueira

Hoje comemoramos o dia dos PAIS. Apesar de não ser tão badalado como a comemoração do dia das Mães, o dia dos Pais, também é considerado como gerador de negócios. Salve o Dia dos Pais!
 
********
Minha convivência física com meu pai, o seu José Caminha dos Santos conhecido também como “Zeca Totó”, foi muito breve, pois, ele faleceu quando eu estava apenas com três anos de idade. Vamos esclarecer. Minha convivência material, porque a espiritual continua até os dias de hoje.
 
*******
Meu pai faleceu no dia 10 de novembro de 1950 em Guajará Mirim e minha mãe veio morar em Porto Velho em janeiro de 1951 e não voltou a se casar, morreu aos 85 anos como viúva do seu Zeca como ela tratava meu pai.
 
*******
Acontece que mesmo sem ter tempo de conhecê-lo melhor, jamais meu pai me abandou ou abandou nossa família, espiritualmente, sempre esteve por perto.
 
*******
Meu pai era músico formado, maestro, tocava todos os instrumentos, aliás, essa era praxe em sua família, pois, todos os irmão eram músicos. Nossa relação nesse campo é muito forte.
 
*******
Apesar de não ter estudado música e em consequências não ter aprendido a tocar nenhum instrumento harmônico do tipo violão, piano etc, consigo criar músicas em praticamente todos os estilos. Tenho plena certeza que quando estou compondo, seu Zeca Totó está ali ao meu lado, orientando a harmonia das composições.
 
********
Essa proximidade entre meu pai e eu, já foi comprovada espiritualmente, pois muitos conhecem minha história de envolvimento com bebida alcoólica. Eu era classificado como “Pé Inchado”. No final da década de 1970, fiquei desacreditado por todos, perdi emprego e muita coisa em virtude de passar parte do tempo embriagado. Fui submetido a um tratamento espiritual e ali chegou meu pai, que passou a orientar os meus passos. Com um ano e meio parei de beber, coisa que dura até os dias de hoje. Isso foi em 1981.
 
*******
Já me vi em várias situações periclitantes, praticamente sem saída e de repente, sinto que alguma coisa me tira daquela situação sem que nada aconteça comigo. Tudo isso credito ao espírito de luz do meu pai.
 
*******
Todos os filhos dos filhos do meu pai se parecem com ele. É impressionante. Se juntássemos todos os descendentes iriamos constatar a semelhança.
 
********
Esse cara que fisicamente nos deixou muito novo, ele estava com 50 anos quando morreu, jamais saiu da nossa vida espiritual.
 
********
Seu Zeca Totó que animava as festas no Baixo Madeira, de Porto Velho a Humaitá e que foi formado músico em Manaus, continua animando os encontros familiares e até da multidão que acompanha a Banda do Vai Quem Quer, pois, foi com sua ajuda espiritual, que compus mais de vinte músicas para o bloco do Manelão, inclusive o Hino: “Chegou a Banda, a Banda, a Banda. A Banda do Vai Quem Quer...”
 
*******
Graças à interferência espiritual do seu Zeca já ganhei dezenas de títulos como melhor compositor de samba de enredo e em festivais de MPB e Toada de Boi Bumbá. Nessa conta entram sambas para minha escola Pobres do Caiari, Castanheira, Os Diplomatas, Armário Grande, Império do Samba, Unidos do Areal , Unidos da Rádio Farol e Acadêmicos do São João Batista. Sambas para escolas de samba de Belém (Unidos do Mosqueiro), escola de samba de Boa Vista Roraima (Praça da Bandeira), Escola de Samba Falcões do Planalto de Rolim de Moura e Unidos de Rolim de Moura. Participei como parceiro de Mazinho da Piedade de um concurso de samba de enredo da escola de samba Portela do Rio de Janeiro. Como é que um cara que não sabe ler partitura e nem cifra, consegue fazer música. É como diz o poeta Caetano Veloso:
 
*******
Só pode ser uma “Força Estranha”.
 
*******
Obrigado meu Pai!
 
 
 


 
 
Banco da Amazônia lança
edital público de patrocínios

O Banco da Amazônia abre inscrições para três Editais Públicos de Patrocínios. Serão mais de R$ 2,4 milhões que o Banco disponibiliza para os Editais de Patrocínio, Chamada Pública para Lei Rouanet e de Artes Visuais. Esta ação do Banco está na sua 11ª edição e busca incentivar e apoiar projetos nas áreas de Feiras/exposições, ambiental, social, cultural e esportivo. As inscrições ocorrem no período de 14/8/2017 a 15/9/2017.
 
Os projetos de realização de feiras e exposições precisam ter suas ações alinhadas com o incentivo ao desenvolvimento do agronegócio regional, ao turismo, ao micro empreendedor individual, à indústria e a micro e pequenas empresas. Os da área ambiental precisam ser educativos, de conscientização ambiental e ecológica e podem ser sobre coleta seletiva e reciclagem, preservação de ecossistemas, gestão de bacias hidrográficas, redução e otimização de recursos naturais, mudanças climáticas e preservação florestal.
 
Já os da área social têm que possuir temáticas voltadas à garantia dos direitos da criança e do adolescente, prevenção à violência contra a mulher, ações de combate à fome, ações de combate à extrema pobreza por meio da inclusão produtiva e inclusão social.
 
CULTURA
 
Os projetos culturais podem ser de literatura, eventos culturais, música, audiovisual e artes cênicas, sendo que serão priorizados projetos com temáticas da cultura dos estados da Amazônia Legal. E os de cunho esportivo podem ser de incentivo a esportes olímpicos e paraolímpicos, nas mais diversas modalidades. Cada projeto apresentado ao Edital de Patrocínio deve requerer até R$ 35 mil por proposta apresentada.
 
“Mesmo diante de uma crise econômica que algumas empresas e instituições estão enfrentando, o Banco da Amazônia se fortalece ao apoiar os diversos projetos voltados para a sustentabilidade da Região Amazônica”, comenta Ewerton Alencar, coordenador de patrocínio do Banco da Amazônia.
 
O coordenador informa que as propostas de patrocínios devem ser enviadas pelos Correios até o dia 15/9/2017. “Deverá ser encaminhada apenas uma via impressa de cada projeto inscrito”, explicou.
 
ARTES VISUAIS
 
O “Prêmio Banco da Amazônia de Artes Visuais 2018” consiste na seleção para o preenchimento da pauta de exposições relativas ao exercício de 2018 do espaço cultural da Instituição, em Belém do Pará, no período de março de 2017 a janeiro de 2018.
 
Podem ser apresentadas propostas de exposições de desenho, pintura, gravura, técnicas mistas, fotografia, escultura, objeto, instalação e de mídias contemporâneas, que não tenham sido contempladas com exposição no Edital de Pautas de 2018 do Espaço Cultural. Quem for aprovado receberá R$ 25 mil, por projeto, a título de patrocínio, para colaborar na montagem da exposição.
 
Lei Rouanet
 
O Edital de Chamada Pública de Projetos com Lei Rouanet 2018, voltado à seleção de projetos culturais incentivados por esta lei federal, tem por objetivo contribuir para a melhoria do acesso à cultura regional. Neste edital, o Banco da Amazônia contemplará projetos de artes cênicas (teatro, dança, performance, ópera e circo), cinema (mostras e festivais), música e artes visuais, sendo priorizados àqueles que apresentarem diversidade temática, multiplicidade de linguagens e, principalmente, qualidade artística. Para esta chamada pública, que contempla pessoas físicas e jurídicas, o Banco da Amazônia dispõe de R$ 700 mil, valor que pode ser ajustado a critério da instituição.
 
As inscrições serão gratuitas e somente via correios. Mais informações estão no site do Banco da Amazônia:www.bancoamazonia.com.br. (Atenciosamente, Alcilene Costa TC-Analista/Jornalista)

 


 
 
Grupo de teatro Evolução
se apresenta em escolas
 

Sexta feira passada dia 11, dia consagrado ao estudante a Escola Solar da Paz, localizada na zona sul de Porto Velho, celebrou a data com muito teatro. Em parceria com o Grupo de Teatro Evolução, a escola apresentou para os pequenos estudantes o espetáculo Festa dos Meus Sonhos.
 
O espetáculo produzindo pelo Evolução, conta com a atuação de Gisele Stering e Eules Lycaon, que também é autor e diretor da peça. Figurino, cenário e bonecos foram confeccionados pela artista Lú Silva. O trabalho está sendo apresentado pelo projeto O Teatro Vai à Escola – 2017, que neste ano circula pelas instituições de ensino, levando espetáculos para alunos da educação infantil, ensino fundamental e também para ensino médio.
 
Criado em 2009, O Teatro Vai à Escola, tem por objetivo principal oferecer à comunidade escolar o acesso às produções artísticas do Grupo de Teatro Evolução, com textos de autores locais. E além de valorizar e difundir a cultura nas escolas, o Grupo pretende dar oportunidade a todos, o contato com a linguagem teatral, além de educar através da arte de representar, o projeto forma público para o teatro e incentiva a prática teatral dentro e fora do ambiente escolar.
 
Para o mês de agosto a agenda do Evolução está recheada. Além da apresentação na escola Solar da Paz, o grupo também apresentou às 20 h, o espetáculo Festa dos Meus Sonhos para os pais e estudantes da Creche Escola Espaço Criança e Companhia, no dia 18, às 8h30, será na escola Irmã Dulce, no dia 25 às 8h e 14h é a vez da escola São José, no dia 30, às 8h30 será no Centro Educacional Maria de Nazaré e no dia 31, às 8h e 16h na Escola Moranguinho.

 

 

 

 


Comentários

Preencha o formulário abaixo e clique em "Comentar" para enviar seu comentário


ComentÁrios Facebook


Mais Notícias

publicidade

E-mail: redacao@gentedeopiniao.com.br - gentedeopiniao@gmail.com

Diretor Comercial Luiz Carlos Ferreira - Jornalista Responsavél Luka Ribeiro

Telefone: (69) 3221 4532 e (69) 3221 4532

Endereço: Av Getulio Vargas 2086 - Sala Comercial 5 , Bairro: Nossa Senhora das Graças - CEP: 76804-114

Cidade/Estado: Porto Velho/RO

É autorizada a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, informando a fonte em nome de Gente de Opinião

Gente de Opinião | Copyright © 2017 | Todos os direitos reservados