Porto Velho,
Rss Canal YouTube Facebook Twitter

Sergio Pires

Colaborador do Gentedeopinião: Sérgio Pires, experiente jornalista e que atua na SIC TV, onde apresenta aos sábados o programa Direto ao Ponto, e diariamente o "PAPO DE REDAÇÃO" na rádio Parecis FM. Contato através e-mail: ibanezpvh@yahoo.com.br /

FALTA MUITO POUCO PARA CANDIDATURA DE CASSOL AO GOVERNO SER CONFIRMADA - Por Sérgio Pires

07/09/2017 - [17:26] - Opinião

FALTA MUITO POUCO PARA CANDIDATURA

 DE CASSOL AO GOVERNO SER CONFIRMADA

Falta muito pouco para que seja oficializada a reversão de uma grande injustiça cometida contra o senador e ex governador Ivo Cassol. Condenado pelo STF a oito anos de prisão, num processo em que ficou comprovado que não houve desvio de um só centavo de dinheiro público, mas apenas erros de concorrência pública, quando ele era prefeito de Rolim de Moura, a decisão anterior está prestes a ser modificada. Os últimos recursos interpostos pelos advogados de Cassol estão sendo julgados e, até agora, dos sete votos conhecidos, quatro foram favoráveis a ele. A decisão significa que ele poderá ter a pena reduzida para quatro anos; teria chance de manter seus direitos políticos e poderia, com isso, concorrer ao Governo em 2018, conforme pretende fazer. Cassol tem ainda um processo na Justiça Eleitoral, relacionada com a participação em um evento político no Kabana´s, mas que os advogados dele lembram que o caso prescreverá dois dias antes do pleito do ano que vem. Ou seja, se não houver mais nenhum percalço, Ivo Cassol poderá sim concorrer à cadeira de Confúcio Moura. Claro que tudo isso são posições emanadas de advogados do senador e de partidários. Há ainda um longo caminho jurídico a ser trilhado, mas, se as indicações que estão sendo dadas tiverem mesmo um fundo de realidade, a questão da possibilidade de candidatura é clara. Afora isso, o próprio Cassol anunciou que concorrerá mesmo sub judice.

Caso se confirme a participação do ex governador no processo sucessório em Rondônia, o quadro pode mudar bastante. Por enquanto, os nomes com chances reais de chegar ao Poder, são os do presidente da Assembleia, Maurão de Carvalho e do senador Acir Gurgacz. Caso Expedito Júnior entre na briga pelo Governo, a coisa embaralha mais ainda. Mas se ele não entrar e Cassol puder mesmo disputar, o controvertido senador do PP chegará com grandes chances, até pelos resultados de várias pesquisas não oficiais que são realizadas periodicamente no Estado  (a maioria encomendadas por partidos opositores a ele) e que lhe dão boa vantagem, principalmente no interior. Enfim, o caso Cassol depende da decisão final do Supremo, que está envolvido em outras grandes questões nacionais. Se julgar o caso Cassol no prazo, poderá livrá-lo ou não. Se não julgar, tudo prescreverá e ele poderá sim disputar. A sorte está lançada, para um nome que pode ser decisivo para o pleito estadual de 2018. Vamos ver no que vai dar...

 

A VERGONHA DE CACOAL!

O episódio de Cacoal, registrado no feriado desta quinta, em que a Lojas Havan e o shopping da cidade não puderem abrir, por absurda posição retrógrada do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, apoiado pela Justiça do Trabalho, demonstrou mais uma vez o quanto a República Sindicalista está arraigada na vida dos brasileiros. Foi uma vergonha para a cidade, que recebeu recentemente a loja Havan de número 99 (a centésima foi aberta pouco depois em Rio Branco, no Acre), ficar sem atender a população, mesmo com os funcionários da empresa fazendo passeata e protesto, querendo trabalhar. A única coisa boa desse momento horroroso de enorme prejuízo à economia da cidade e da região, quando o que se precisa é trabalhar e produzir, é que fatos como esses não se repetirão, a partir der 13 de novembro, quando entrará em vigor a nova legislação trabalhista. “Proprietários” de sindicatos e magistrados com os olhos voltados para o passado, não terão mais poder de fechar lojas e impedir de trabalhar quem quiser fazê-lo, porque prevalecerá o acordo entre patrões e empregados. Afora essa futura boa nova, Cacoal viveu um feriado envergonhada, pelo péssimo exemplo que deu ao país de 14 milhões de desempregados!

 


 

A JUSTIÇA NA TV

O momento atual brasileiro e o Judiciário, perante toda essa situação que o país está vivendo e respostas à pergunta do por que tantos ataques à Justiça, exatamente nesse momento em que o combate aos corruptos é tão intenso, são alguns dos temas abordados na entrevista que o desembargador Alexandre Miguel concedeu a Sérgio Pires, no programa Direto ao Ponto, desta semana. O presidente da Associação dos Magistrados de Rondônia respondeu sobre temas polêmicos e disse que a população deve ficar atenta, protegendo o Judiciário, vital para a Democracia. Você não pode perder. A entrevista vai ao ar neste sábado, dia 09, a partir das 11h30 da manha, em três emissoras de TV: na Record News Rondônia, Canal 31; na Sky, Canal 331 e na Claro TV, Canal 441.1. A partir de domingo, a gravação, na íntegra, estará disponível num dos principais sites de notícias do Estado, o Gente de Opinião.

yes

 


 

A GRANA EMPENHADA

É óbvia a alegria do prefeito Hildon Chaves, que voltou de Brasília essa semana, mostrando os empenhos de 66 milhões de reais, vindas de emendas da bancada federal e que serão utilizados no asfaltamento de Porto Velho. Hildon já tinha conseguido um feito inédito, ao garantir emendas do coletivo da bancada rondoniense, que pela primeira vez na história destinou todos os valores possíveis para uma única cidade: a Capital dos rondonienses. Todos os oito deputados federais e os três senadores toparam fazer parte desse esforço concentrado, para tentar melhorar a qualidade de vida de uma cidade de mais de meio milhão de habitantes e que, em pleno século 21, ainda tem necessidades que já deveriam ter sido superadas há décadas. Numa reunião com o ministro da Integração, Helder Barbalho e apoio do coordenador da bancada rondoniense, Nilton Capixaba, o Prefeito voltou de Brasília com metade da grana empenhada. Tem mesmo que comemorar. Em pouco mais de oito meses de governo, Hildon conseguiu apoios federais importantes, como há anos não se via em Porto Velho. O ineditismo do aval da bancada federal aos seus projetos, é a principal prova concreta disso.

 

A PONTA DO ICEBERG

Antônio Palocci começou a falar. E mostrou apenas a ponta do iceberg. Já enrolou os ex presidentes Lula e Dilma até o pescoço, em apenas um rápido depoimento ao juiz Sérgio Pires. Quando a delação premiada dele for oficializada, que o país se prepare, porque vem uma sucessão de bombas de nitrogênio, daquelas que o louco ditador norte coreano quer usar, para destruir seus inimigos. Ao denunciar o que chamou de “pacto de sangue” entre Lula e a Odebrecht, por exemplo, o ex ministro, um dos maiores expoentes do petismo, nos seus áureos tempos, deu o pontapé inicial para uma série de relatos que vai mesmo sacudir o País, se é que exista algo de podre que ainda nos surpreenda. Quando as coisas começarem a clarear, no sentido de que as pontas das cordas se unam, vamos ficar sabendo o que o PT e seus aliados estavam preparando para, com corrupção bilionária, dominar o país e impor sua ideologia, o que nos deixaria muito semelhante à desesperada Venezuela. Palocci vai falar tudo. E quando falar, o sonho da podridão da tentativa de ditadura da esquerda vai ser escancarada.

 

FINAL FELIZ

Fim da novela das ambulâncias de Espigão do Oeste. As três, destinadas à cidade e conseguidas através de uma emenda da inesquecível deputada Lúcia Tereza, foram apreendidas quando eram levadas, por vias totalmente irregulares, por assessores do deputado Anderson, que ocupa a cadeira da deputada falecida no final do ano passado. Os assessores foram à garagem do Governo e, como se funcionários do Estado fossem, pegaram as chaves das viaturas e saíram pela BR 364, tentando levá-las a Espigão. Deu um enorme rolo. Na quarta, enfim, tudo acabou bem. Numa solenidade presidida pelo governador Confúcio Moura e com muitas homenagens à memória de Lúcia Tereza, as ambulâncias foram entregues. Anderson, o deputado que motivou toda a confusão, também estava lá. E inclusive discursou. Ao que tudo indica, ao menos para o público externo, o episódio está superado. Para o povão, que nada disso interessa, o importante é que as ambulâncias já estão atendendo a estrutura de saúde municipal. O resto, para o povo carente, é só conversa inútil.

 

O CASO DAS MÁQUINAS

Moradores do distrito de Rio Pardo procuraram esse jornalista para denunciar que máquinas da Prefeitura estariam paradas há pelo menos 20 dias, sem fazer qualquer trabalho na localidade, por falta de operadores. Pelo menos três pessoas que vivem na região deram a informação e, obviamente seus nomes e contatos. Já o vice prefeito Edgar do Boi, que acompanha de perto os trabalhos em todas as obras da cidade e dos distritos, desmentiu a informação com veemência. Segundo ele, as máquinas estão trabalhando normalmente, incluindo sábados e domingos, para que a comunidade receba as melhorias o mais rapidamente possível. Edgar comentou, ainda, que existe muita fofoca e falsas informações sobre a ação da Prefeitura em várias localidades e pediu o apoio da população, para que não se deixe enganar por quem espalha esses assuntos que são, segundo ele, obras de ficção. O jornalista contatou os denunciantes, dando a versão do vice prefeito. Os três confirmaram que as máquinas ficaram paradas vários dias, sem ninguém para operá-las. E agora?

 

PERGUNTINHAS

Será que o ex Presidente Lula vai dizer outra vez que não sabia de nada ou que sequer conhecia o ex poderoso ministro do PT, depois das graves denúncias feitas por Antônio Palocci?


Comentários

Preencha o formulário abaixo e clique em "Comentar" para enviar seu comentário


ComentÁrios Facebook


Mais Notícias

E-mail: redacao@gentedeopiniao.com.br - gentedeopiniao@gmail.com

Diretor Comercial Luiz Carlos Ferreira - Jornalista Responsavél Luka Ribeiro

Telefone: (69) 3221 4532 e (69) 3221 4532

Endereço: Av Getulio Vargas 2086 - Sala Comercial 5 , Bairro: Nossa Senhora das Graças - CEP: 76804-114

Cidade/Estado: Porto Velho/RO

É autorizada a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, informando a fonte em nome de Gente de Opinião

Gente de Opinião | Copyright © 2017 | Todos os direitos reservados