Porto Velho,
Rss Canal YouTube Facebook Twitter

Sergio Pires

Colaborador do Gentedeopinião: Sérgio Pires, experiente jornalista e que atua na SIC TV, onde apresenta aos sábados o programa Direto ao Ponto, e diariamente o "PAPO DE REDAÇÃO" na rádio Parecis FM. Contato através e-mail: ibanezpvh@yahoo.com.br /

CAPITAL PODE PERDER MILHÕES EM INVESTIMENTOS POR CAUSA DA BUROCRACIA

11/08/2017 - [19:28] - Opinião

 

CAPITAL PODE PERDER MILHÕES
EM INVESTIMENTOS
POR CAUSA DA BUROCRACIA

Não só um, mas vários empreendimentos podem surgir em Porto Velho, em breve. Se a burocracia deixar. Um deles terá capital brasileiro e chinês. A previsão é da construção de um shopping popular e uma espécie de Ceasa, para abastecimento da Capital de frutas, verduras e legumes, a exemplo do que existe em várias cidades do país. Dois empresários que comandam os projetos, estiveram com o governador Confúcio Moura e com o presidente da Assembleia, Maurão de Carvalho, apresentando detalhes dos grandes investimentos a serem feitos e, obviamente, querem o apoio do Estado para que eles se concretizem. Veja só a grandeza dos empreendimentos: na obra de um shopping popular, seriam instaladas até 800 pequenas lojas, num prédio de três andares. O investimento inicial seria de 40 milhões de reais. Resultado imediato? Três mil empregos diretos. Deu pra imaginar o que isso representaria para a cidade? No Ceasa, numa área enorme, seria concentrada toda a venda de produtos agrícolas, certamente dando um novo impulso aos produtores da Capital. Só coisa boa. Mas...O grande risco para esses e outros grandes projetos é que eles podem empacar na arcaica e absurda burocracia da Prefeitura, para liberação de alvarás e outros documentos vitais para que as obras andem. Exemplo: o prefeito Hildon Chaves ainda não conseguiu, em mais de sete meses, autorização de uma tal “Licença Ambiental”, para construir um pequeno puxadinho junto ao seu Gabinete, dentro da Prefeitura, para abrigar uma nova secretaria. Em algumas áreas da cidade, o Município exige um Alvará para atividades diurnas e outra para noturnas, para a mesma empresa, no mesmo endereço e com o mesmo tipo de negócio. Hildon Chaves prometeu mudar isso, mas até agora, nem Prefeitura e nem Câmara de Vereadores fizeram nada de prático para acabar com essa praga.

Quem sabe uma rápida visita em Ji-Paraná não resolveria tudo isso? Lá, a Prefeitura liberou o Alvará para construção de um Shopping Center dos Irmãos Gonçalves em....cinco dias! Prazos para liberação de obras industriais, comerciais ou residenciais, são cada vez menores. Lá o prefeito Jesualdo Pires conseguiu, se não acabar, ao menos driblar o inferno da burocracia. Em Porto Velho, não! Aqui, para se abrir uma empresa ou realizar qualquer investimento, tem que se pedir pelo amor de Deus. Quem conseguir um Alvará em menos de seis meses, paga promessa indo a pé a Vilhena. Até quando vamos continuar impedindo nosso próprio crescimento, por causa de leis pífias, que formam um labirinto intransponível para os empreendedores?
 

 

O NOVO VELHO GINÁSIO

A alegria durou pouco! Menos de um mês depois de inaugurado e na primeira chuva (que, aliás, durou muito pouco), deu goteira no novo Cláudio Coutinho. As promessas todas eram de que, com todo o investimento feito e com a qualidade da obra cantada em verso e prosa, tudo estaria renovado e as eternas goteiras seriam apenas coisa do passado. Na quinta, quando uma chuva mais forte se abateu sobre a Capital, depois de várias semanas de seca, eis que começou uma chuvarada também dentro do novo ginásio, impedindo a realização dos jogos que estavam programados. O público presente também foi “agraciado”, porque além de enormes goteiras sobre a quadra, elas também apareceram em outros pontos do ginásio. A obra foi recém inaugurado, com pompa e circunstância, reavivando um ginásio esportivo que nos anos 80 e 90 era um verdadeiro orgulho para Porto Velho e para Rondônia. Ainda bem que não choveu no dia da reinauguração, porque senão teria molhado cabeças de gente importante que lá esteve. Espera-se do governador Confúcio Moura medidas duras contra os (i)responsáveis e que o problema seja sanado imediatamente. 

 

HILDON E AS CRISES INTERNAS

Pelos lados da Prefeitura, Hildon Chaves vai ter que apagar alguns focos de incêndio nos próximos dias, em setores importantes da sua administração. Um deles é na saúde, onde Alexandre Porto, um administrador respeitado e reconhecido, estaria muito preocupado com a burocracia infernal, por vezes insuperável, a ser enfrentada, para tocar o atendimento ao público à altura das necessidades. Outro problema, esse mais grave, envolve o secretário de trânsito, Marden Negrão. A cabeça dele foi pedida por vários vereadores, que exigem que o Prefeito o mande em frente. Caso cabeludo. O terceiro problema, também sério, está na Emdur. Vários secretários municipais, que compõem o conselho da empresa da Prefeitura, que prioriza a iluminação pública, estariam em rota de colisão com o novo presidente, o advogado Breno Mendes. O assunto ainda é tratado internamente, sem grande alarde, mas que existe a fissura entre os conselheiros e o novo diretor da Emdur, existe sim! Além de ter que resolver  os graves problemas da cidade, Hildon precisa agora de mais jogo de cintura, para contornar as crises em três setores vitais da sua administração.

 

SÓ PARA PRIMÁRIOS

Já não temos insegurança que chega! Agora, pelo menos mais 85 presidiários estarão nas ruas de Porto Velho, nos próximos dias, beneficiados com a saída do Dia dos Pais. Em todo o Estado, serão centenas, embora a Secretaria de Justiça tenha omitido essa informação, ao menos até essa sexta. Os beneficiários, em sua maioria, usam tais benefícios para conviverem com seus familiares e, dentro do prazo estipulado, voltam para cumprir o restante de suas sentenças. O problema são os poucos que aproveitam saídas nestes dias festivos, para praticar novos crimes e, ainda, outros não retornam aos presídios, tornando-se foragidos e vivendo de crimes e mais crimes. Até serem presos de novo. A Lei de Execuções Penais é uma moleza para muitos bandidos. Ela somente seria justa se beneficiasse apenas presos primários e que não cometeram crimes brutais. Hoje, as autorizações são a granel, deixando as comunidades ainda mais apavoradas. Só quando o eleitor escolher um Congresso que se preocupe realmente com a vida do cidadão comum e não com a dos bandidos, é que isso vai mudar. Até lá, estaremos nas mãos deles!

 

TIZIU ESTÁ VOLTANDO

Mais um retorno à política regional: o empresário e ex deputado estadual Tiziu Jidalias, de Ariquemes, está de volta. Depois de alguns anos distante dos palanques e das disputas, ele é pré candidato à Câmara Federal. Tiziu alega que a sua região, no Vale do Jamary, não tem representante no Congresso e que, por isso, acha que há espaço para a busca de uma cadeira no parlamento. Ele assumiu recentemente a presidência regional do Solidariedade, o SD, partido que tem como principal liderança o deputado Paulinho da Força Sindical. Com a missão de organizar o partido em Rondônia, Tiziu esteve em Brasília, recentemente, tratando do assunto, com o comando nacional do partido. O empresário, que teve atuação destacada na Assembleia Legislativa, foi candidato a vice na chapa ao Governo, liderada pelo então governador João Cahulla. Agora, considera que tem densidade eleitoral suficiente na sua região, para tentar retomar sua vida política partidária. É nome de respeito, que volta ao cenário político rondoniense cheio de vontade!

 

PÊNIS DE BORRACHA

Tem dias que a gente enche o saco com as chamadas redes sociais, tal o volume de canalhices, publicações agressivas e doentias e, mais que tudo, informações falsas ali publicadas. Nos últimos dias, uma notícia fake, que replicou milhares de vezes, informava, por exemplo, que o Senado teria aprovado um projeto que permitia o cancelamento da Carteira Nacional de Habilitação, a famosa CNH, que estivesse com mais de 30 dias de vencimento. De onde um doente que criou esse absurdo, tirou tal besteira? Em Rondônia, a direção do Detran tratou de, dentro do possível, desmentir a bobagem, Claro que pouco adiantou. Acostumado a ler coisas doentias, principalmente no Facebook, a maioria dos usuários, depois que lê e acredita no que está escrito, por mais falso que seja, não muda mais de opinião. Todos os dias ocorrem situações como essas. Outra notícia falsa foi de que o MEC havia autorizado a compra de 4 milhões de pênis de borracha, para distribuir nas escolas, para aulas de educação sexual. Não é que teve milhões de brasileiros que não só acreditaram nisso, como publicaram violentos protestos contra a tal compra? A notícia, é claro, foi totalmente inventada.

 

SECA NO MADEIRÃO

O pequeno volume de chuva que caiu na região, logicamente não fez nem cócega no volume de água do rio Madeira, que continua baixando cada vez mais. A situação da travessia por balsa, na Ponta do Abunã, piora a cada dia. Em alguns momentos, apenas um caminhão por vez – e assim mesmo com carga menos pesada – pode ser levada de um lado ao outro do rio. Esperas de até 20 horas para atravessar já são normais. Carros particulares têm também problema, porque os caminhoneiros não permitem que eles passem à frente. Bate boca, ameaças e até agressões já foram registradas na área, que precisa de policiamento constante. A promessa de dragagem do Madeira continua sendo, como sempre, apenas uma promessa. Na Ponta do Abunã, o problema deve continuar por pelo menos mais um mês, inclusive colocando em risco o abastecimento do Acre, que pode ficar isolada. No ano que vem, nessa época, tudo se repetirá de novo. Só no final de 2018 a ponte de Abunã estará concluída e, então, o problema resolvido...

 

PERGUNTINHA

Alguém aí ainda acredita que o atual governo vai conseguir superar a crise econômica do país; reduzir drasticamente o desemprego de 13 milhões e meio de brasileiros e ainda nos recolocar no caminho do desenvolvimento?


Comentários

Preencha o formulário abaixo e clique em "Comentar" para enviar seu comentário


ComentÁrios Facebook


Mais Notícias

publicidade

E-mail: redacao@gentedeopiniao.com.br - gentedeopiniao@gmail.com

Diretor Comercial Luiz Carlos Ferreira - Jornalista Responsavél Luka Ribeiro

Telefone: (69) 3221 4532 e (69) 3221 4532

Endereço: Av Getulio Vargas 2086 - Sala Comercial 5 , Bairro: Nossa Senhora das Graças - CEP: 76804-114

Cidade/Estado: Porto Velho/RO

É autorizada a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, informando a fonte em nome de Gente de Opinião

Gente de Opinião | Copyright © 2017 | Todos os direitos reservados