Porto Velho,
Rss Canal YouTube Facebook Twitter

Montezuma Cruz

Editor de Amazônias, no portal Gente de Opinião. No Distrito Federal foi redator de cidades do Jornal de Brasília e editor da Agência Amazônia de Notícias. Assumiu a reportagem especial do Correio do Estado (Campo Grande-MS) em fevereiro de 2011 e foi editor de opinião até 10 de setembro de 2013. Trabalhou em Porto Velho (RO) entre 1976 e 1986, onde editou o jornal alternativo Barranco. Foi repórter e redator dos jornais A Tribuna, O Guaporé, O Imparcial, O Parceleiro, O Estadão de Rondônia, da sucursal da Empresa Brasileira de Notícias (EBN) e correspondente do Jornal do Brasil, O Globo e Folha de S. Paulo. Em Manaus (AM) editou Porantim, jornal do Conselho Indigenista Missionário. Em São Luís (MA), escreveu o Jornal dos Bairros em O Estado do Maranhão (1987). Em Foz do Iguaçu (PR) foi repórter-chefe da sucursal da Folha de Londrina (1991 a 1997) e correspondente da Revista do Mercosul (RJ).

Senado Federal desperta para os soldados da borracha

Telles, com o senador Paim: depois da audiência em Porto Velho, Senado apoiará os pleitos dos soldados da borracha /DIVULGAÇÃO

24/03/2012 - [16:42] - Amazônias


Telles, com o senador Paim: depois da audiência em Porto Velho, Senado apoiará os pleitos dos soldados da borracha /DIVULGAÇÃO
 

 

 

 

 

MONTEZUMA CRUZ
Editor de Amazônias

 


Finalmente o Senado Federal debaterá a indenização aos soldados da borracha. Esta semana o senador Paulo Paim (PT-RS) confirmou ao vice-presidente do Sindicato dos Soldados da Borracha e Seringueiros de Rondônia (Sindisbor), George Telles, que a audiência pública ganhou prioridade e deverá ocorrer nos próximos dois meses. Primeiramente, a concessão aos ex-combatentes de guerra recrutados para extrair látex na selva amazônica foi debatida pela Ouvidoria Nacional e pela Comissão de Direitos Humanos.

 

Segundo Telles, o ouvidor dos direitos humanos, Bruno Renato Teixeira, marcou uma audiência pública para o próximo dia 20 de abril, em Porto Velho, na sede do Clube Ferroviário. Está prevista uma visita às moradias dos soldados da borracha, cujas condições são miseráveis. Em seguida, os senadores apreciarão o tema.

 

A Proposta de Emenda Constitucional 556/2002 prevê a concessão aos soldados da borracha e seringueiros recrutados durante o governo de Getúlio Vargas, dos mesmos benefícios que os ex-combatentes recebem ou seja, a pensão especial. Deverão participar da reunião, em data a ser definida, representantes dos ministérios da Previdência Social, Justiça, Defesa, Desenvolvimento Social, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, Fundação Nacional de Saúde, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Polícia Federal, Secretaria Nacional dos Direitos Humanos e Defensoria Pública.

 

O Sindisbor entregou ao senador Paim farta documentação a respeito da situação desses homens que têm direito às terras que lhe foram doadas, embora uma parcela significativa ainda se encontrem nas mãos de particulares, mesmo sendo públicas.

 

Tramita na Justiça Federal a ação judicial nº 2010.4100000084-5, na qual os soldados da borracha pedem indenização por dano moral e material. A Secretaria de Direitos Humanos e o Sindisbor reiteraram a disposição para denunciar e debater  "graves violações dos direitos humanos cometidas a essa categoria de trabalhadores nos seringais amazônicos, na década de 1940."

 

"O senador Paulo Paim tem sido um baluarte na luta e na defesa do interesse da classe, e através dele foi possível a aproximação da Secretaria dos Direitos Humanos com Sindsbor", destacou Telles. Desde 2011 Paim empenhou-se nessa causa, apoiando a PEC556 e conhecendo o histórico de luta dos seringueiros.

 

LEIA TAMBÉM

Seringueiros amazônicos aguardam acesso ao Livro da Previdência Social


Calote contra os soldados da borracha passa de 140 mil dólares


 

Comentários

  • adalberto - 10/11/2013

    O q eu qro deixar claro, é q passa dia, passa mês,e psssa ano,e só o q se ver falar é em promessas,q se transformam em mentiras. E,os velhos Soldados da Borracha,adoecendo com essas promessas ementiras, e não se resolve nada.o forte PT, hoje é se transformou em um pattido de tratantes, mas, isso vai acabar partir das proximas eleições. Mais ainda tem tempo pra eles cumprirem com as promessas e as obrigações deles,pois, se eles não sabem,foquem sabendo que quem dxar o poder e a sabedoria ao homem, é Deus,pq não se adquire poder sem o consentimento de Nosso Deus.Refitam.

  • adalberto - 10/11/2013

    O q eu qro deixar claro, é q passa dia, passa mês,e psssa ano,e só o q se ver falar é em promessas,q se transformam em mentiras. E,os velhos Soldados da Borracha,adoecendo com essas promessas ementiras, e não se resolve nada.o forte PT, hoje é se transformou em um pattido de tratantes, mas, isso vai acabar partir das p

  • gizelda gisele f. liberato - 02/09/2013

    ola eu soi filha de soldado da borracha, tenho 56 anos e acompanhei meu pai na seringa e posso afirmar qui foi um trabalho muito pesado , alem disso tinhamos qui sobreviver com alimrntacao extraida da selvanos passamos muitas dificuldades na selva

Preencha o formulário abaixo e clique em "Comentar" para enviar seu comentário


ComentÁrios Facebook


Mais Notícias

redacao@gentedeopiniao.com.br | gentedeopiniao@gmail.com
Rua Quintino Bocaiuva,3108 - Sala B - Porto Velho - Bairro: Olaria - CEP: 78900-000 - Porto Velho - RO
É autorizada a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação,
eletrônico ou impresso, informando a fonte em nome de Gente de Opinião
Diretor Comercial: Luiz Carlos Ferreira - Jornalista Responsável: Luka Ribeiro - Fone: (69) 9981 9082 e (69) 9262 2007
Desenvolvimento: Rodrigo Goes e Alisson Cleiton